Richard Zimler

Escritor e jornalista norte-americano, naturalizado português, Richard Charles Zimler nasceu em 1956, em Manhasset (subúrbio de Nova Iorque), nos Estados Unidos da América, no seio de uma família judaica.
O escritor viveu a sua juventude em Manhasset até ir estudar para a Universidade de Duke, no estado da Carolina do Norte, onde se formou em Religiões Comparadas, em 1977. Em seguida, trabalhou vários anos em diversas profissões, como secretário, funcionário dos correios, ou mesmo criado de mesa.
Em 1982, Richard Zimler concluiu o mestrado de jornalismo na Universidade de Stanford, no estado da Califórnia e, nos oito anos seguintes, trabalhou como jornalista em S. Francisco. Nesse período, iniciou-se na escrita literária, produzindo contos para revistas nos EUA. A exercer o cargo de professor de jornalismo na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Zimler ingressou, em 1990, também como professor de jornalismo, na Escola Superior de Jornalismo do Porto, a convite do diretor. Para além de lecionar jornalismo, Richard Zimler continua, embora de forma mais reduzida, a escrever, como jornalista, para o Los Angeles Times e a fazer entrevistas com escritores para a revista de Lisboa Os Meus Livros.
Em 1996, publicou o seu primeiro romance, O Último Cabalista de Lisboa, que ganhou o prémio Herodotus, em 1999, na categoria de "Best First US Historical Mystery". A ação deste romance passa-se em 1506, no reinado de Manuel I, em Lisboa, altura em que os judeus eram forçados a converterem-se ao cristianismo. Um best-seller, este livro foi publicado em vários países, tal como Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Espanha.
Este livro, O Último Cabalista de Lisboa, deu início a um ciclo de outros romances, como Trevas de Luz (1998) e Meia-noite ou o Princípio do Mundo (2003), que narram diferentes gerações de uma família sefardita (judia) de Portugal. Este ciclo aborda várias problemáticas importantes, como a diáspora judaica e as perseguições que sofreram, a intolerância, a xenofobia, a traição, a solidariedade, entre outros, por forma a quebrar certos tabus e a denunciar os males da sociedade.
A residir em Portugal, naturalizou-se português em 2002.
Richard Zimler, para além do prémio Herodotus, recebeu outros prémios internacionais, destacando-se o prémio Fellowship da U.S. National Endowment for the Arts, na área da ficção literária, em 1994.
O escritor exerce, ainda, funções de tradutor para escritores e poetas portugueses, como Al Berto, Pedro Tamen, Clara Pinto Coelho, o angolano Pepetela, entre outros.
Como referenciar: Richard Zimler in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 07:47:13]. Disponível na Internet: