Robert Peel

Político inglês nascido a 5 de fevereiro de 1788, na localidade de Bury, Lancashire, e falecido a 2 de julho de 1850, depois de se ter ferido numa queda de cavalo. Era filho de um negociante de algodão com o mesmo nome, pelo que é costume distingui-los com os apodos de Sénior e Júnior.
Estudou em Harrow e em Oxford (Christ Church), tendo ingressado no Parlamento a 15 de abril de 1809. Em 1810, durante o governo de Spencer Perceval, foi nomeado subsecretário para a Guerra e Colónias, e em 1812 secretário para a Irlanda, cargo que desempenhou até 1817. Dados os conflitos religiosos e políticos que então se viviam nesta região e a tendência que Sir Robert mostrou ter para a fação protestante e contra a autodeterminação dos católicos, passou também a ser conhecido como "Orange Peel". Em 1822, tornou-se secretário de Estado (pertencendo ao partido Tory), tendo, a partir de então, desempenhado a tarefa que o tornaria notável: a reforma do sistema penal e dos delitos castigados com pena de morte até então, que passaram a ser apenas cerca de 100. O ano de 1828 foi marcado pelo aparecimento da Metropolitan Police Act (1829), um corpo de controlo da criminalidade, que foi reforçado mais tarde pelos Bow Street Runners (uma organização de "caçadores" de criminosos criado pelo Bow Street Magistrates Court de Londres) e que rapidamente se disseminou por várias cidades. No ano de 1834, e na formação do governo conservador Tory minoritário por impulso do rei Guilherme IV, tornou-se Primeiro Ministro e a sua realização mais relevante foi a da revisão do governo da Igreja de Inglaterra. Manteve o cargo até abril de 1835, altura em que o partido Whig tomou a primazia. Foi convidado pela rainha Vitória para ocupar o mesmo cargo mais tarde, em 1839, convite que declinou por as pessoas de confiança da soberana serem maioritariamente da fação Whig. Mas entre 1841 e 1846 liderou um governo maioritário, altura em que levou a cabo reformas sociais como a relativa aos trabalhadores fabris (introduzindo normas de segurança e reduzindo o horário de trabalho das mulheres e crianças). Em 1843, escapou à morte por assassinato às mãos de um escocês, Daniel M'Naghten, que contudo vitimou o seu secretário por engano. Segundo alguns historiadores, o final do seu mandato, por demissão, deu-se na sequência do confronto contra os latifundiários que monopolizavam o milho e não estavam de acordo com a abolição das chamadas "Leis do Milho" e com a subsequente importação deste cereal de forma a minimizar as consequências devastadoras da "fome da batata" causada pelo míldio na Irlanda. Manteve ainda bastante poder político até à sua morte.
Como referenciar: Robert Peel in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-11 02:05:32]. Disponível na Internet: