Robin Warren

Patologista australiano, J. Robin Warren nasceu a 11 de junho de 1937, em Adelaide. Formado pela Universidade de Adelaide em 1961, fez estágio no Royal Melbourne Hospital até 1967, altura em que começou a trabalhar como patologista para o Royal Perth Hospital, em Perth.
Em 1979, foi o primeiro cientista a observar em alguns pacientes a existência de uma bactéria resistente aos fluidos estomacais. Algo que na altura era impensável, uma vez que se cria que nada era capaz de resistir à acidez do estômago. Apesar do ceticismo, Warren continuou os seus estudos e foi contactado três anos mais tarde pelo gastroenterologista Barry Marshall com a proposta de prosseguirem em conjunto o estudo dessa bactéria, que veio a ser denominada Helicobacter pylori.
No percurso das investigações descobriram que era uma das causas de gastroenterites e úlceras gástricas. Para provar o que diziam, fizeram neles próprios experiências, Marshall engoliu uma cultura da bactéria e, dias depois, começaram a surgir os sintomas de gastrite. A biopsia demonstrou realmente a infeção provocada pela bactéria. O tratamento administrado a Warren foi eficaz no combate à infeção. A partir daí, dedicaram-se ao estudo de curas efetivas para as doenças provocadas pela Helicobacter pylori e à investigação da razão da sua resistência à acidez gástrica.
Entre outras distinções e prémios recebidos, os dois cientistas foram galardoados com o Prémio Nobel da Medicina em 2005, pelo conjunto dos estudos e descobertas em relação à bactéria Helicobacter pylori.
Como referenciar: Robin Warren in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-14 14:14:59]. Disponível na Internet: