Artigos de apoio

Roger Deakins
Diretor de fotografia inglês, Roger Deakins nasceu a 24 de maio de 1949, em Torquay, Devon.
Começou por estudar Design Gráfico e, mais tarde, acabou por se formar em Fotografia pela Academia de Arte de Bath, em Inglaterra. Em 1975, formou-se pela Escola Nacional de Cinema e Televisão. Durante os sete anos seguintes, Deakins trabalhou em documentários fotográficos e documentários televisivos que o levaram a diferentes locais do mundo. São disso exemplo Before Hindsight (Antes da Guerra, 1977) ou documentários musicais como Van Morrison in Ireland (1980) ou Blue Suede Shoes (1980).
Em 1983, estreou-se como diretor de fotografia na longa-metragem de Michael Radford Another Time, Another Place, um drama passado na Escócia durante a Segunda Guerra Mundial. No ano seguinte, voltou a colaborar com Radford em Nineteen Eighty Four (1984), baseado no livro de George Orwell, com John Hurt e Richard Burton nos principais papéis. Em 1986, trabalhou em Sid and Nancy, de Alex Cox, sobre a vida de Sid Vicious, membro do grupo punk britânico Sex Pistols. Em 1988, colaborou com Mike Figgis no seu thriller Stormy Monday (Dia de Tempestade). Seguiu-se Mountains of the Moon (As Montanhas da Lua, 1990), de Bob Rafelson, baseado no romance de William Harrison. Em 1991, iniciou uma colaboração com os irmãos Coen no thriller Barton Fink, com John Turturro e John Goodman, onde fez um trabalho notável.
Em 1994, recebeu a sua primeira nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia pelo seu trabalho em The Shawshank Redemption (Os Condenados de Shawshank), de Frank Darabont, com Tim Robbins e Morgan Freeman, ganhando também o prémio de Melhor Fotografia da American Society of Cinematographers. Em 1995, trabalhou em Dead Man Walking (A Última Caminhada), realizado por Tim Robbins, a história de um condenado que aguarda no corredor da morte.
Voltou a trabalhar com os irmãos Coen em Fargo (1996), pelo qual voltou a ser nomeado para o Óscar e para o BAFTA de Melhor Fotografia. Em 1997, trabalhou em Kundun, de Martin Scorsese, sobre a vida do décimo quarto Dalai Lama, que lhe deu nova nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia e para o prémio da American Society of Cinematographers.
Em 2000, novamente por um filme dos irmãos Coen, O Brother, Where Art Thou? (Irmão, Onde Estás?), Deakins recebeu a sua quarta nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia e para o BAFTA da mesma categoria. Pelo seu trabalho em The Man Who Wasn't There (O Barbeiro, 2001), uma vez mais dos Coen, recebeu nova nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia e venceu o BAFTA da mesma categoria.
Outros trabalhos importantes desempenhados em filmes de sucesso: A Beautiful Mind (Uma Mente Brilhante, 2001), de Ron Howard; House of Sand and Fog (Uma Casa na Bruma, 2003); e The Village (A Vila, 2004), thriller de M. Night Shyamalan.
Como referenciar: Roger Deakins in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-21 07:49:22]. Disponível na Internet: