romance realista

O romance realista é de carácter documental, procurando fazer o retrato de uma época, dando conta dos espaços sociais, normalmente da burguesia. É isso que se observa n' Os Maias de Eça de Queirós e que se depreende desde o início com o subtítulo "Episódios da Vida Romântica". Aí, através da comédia de costumes, procura descrever diversos quadros sociais e denunciar a corrupção, a frivolidade, a superficialidade, a ignorância e as mentalidades retrógradas.
O romance realista surge orientado para a análise psicológica da sociedade, criticando-a a partir do comportamento das personagens, nomeadamente das que se consideram das classes dominantes, e procurando captar as condições mais miseráveis e torpes da vida real.
Madame Bovary, de Gustave Flaubert, publicado na França em 1857, é considerado o primeiro romance realista.
Como referenciar: romance realista in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 12:47:10]. Disponível na Internet: