Rover

O grupo Rover, empresa britânica fabricante de automóveis, foi fundado em 1904 para produzir carros de preço médio, mas teve sempre dificuldades em impor-se no mercado.
Depois da Segunda Guerra Mundial, em 1947, a Rover lançou o primeiro veículo de tração integral para uso civil, o Land Rover. Em apenas dez anos foram vendidas mais de 250 mil unidades.
Entretanto, a nível de automóveis convencionais a Rover, já na década de 60, apostou também em carros de luxo para executivos, mas sem deixar de fabricar os veículos de todo-o-terreno. Em 1963 o Rover 2000 foi eleito o Carro do Ano. Entretanto, tanto a Rover como as outras marcas de automóveis britânicas entraram em crise financeira, o que levou o governo, em 1967, a juntá-las todas numa única empresa, a British Leyland Motor Corporation. Ao todo eram quase vinte marcas, incluindo a Austin, a Rover, a MG, a Leyland, a Morris, a Triumph e a Jaguar.
Nos anos 80, a Leyland deixou o grupo, o que levou a nova nomeação da empresa, que passou a chamar-se Austin Rover, a junção de duas das marcas mais importantes que a compunham.
Enquanto a Austin passou a produzir os carros de gamas mais baixas e mais baratos (Metro, Maestro e Montego), à Rover coube apresentar modelos mais luxuosos. A Rover associou-se à Honda, que tinha uma presença minoritária na empresa, e aproveitou os modelos da marca japonesa para fazer os seus carros. Assim, surgiram os Rover 200 e 400 (com base no Honda Concerto), 600 (Accord) e 800 (Legend).
Em meados dos anos 90, a marca Austin deixou de existir, passando a empresa a chamar-se Grupo Rover e a fabricar exclusivamente automóveis Rover e jipes Land Rover.
Em 1994 a BMW, da Alemanha, comprou o grupo, o que levou a um afastamento da Honda. No entanto, a BMW deixou o Grupo Rover em 2000 dados os elevados prejuízos acumulados.
Como referenciar: Rover in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 10:22:23]. Disponível na Internet: