S. Fabiano

Papa italiano, martirizado pelo imperador Décio, nasceu em Roma e dividiu a cidade em sete "distritos eclesiásticos", uma vez que a comunidade cristã tinha atingido na época um tamanho considerável. Cada um dos "distritos" era presidido por um diácono, um subdiácono e seis assistentes.
Apesar do seu pontificado, de 10 de janeiro de 236 a 20 de janeiro de 250, ter decorrido num clima de relativa paz política (que se prolongou até à perseguição do imperador Décio em 250), o cisma de Hipólito e as heresias tinham debilitado a Igreja. Por conseguinte, foi necessário reabilitar a Igreja e sendo este papa dotado de um carácter empreendedor, agilizou a prática da caridade exercida pelo clero, enfatizou a importância da conservação dos cemitérios enquanto repositórios dos restos mortais dos mártires - expoentes máximos do sacrifício pela fé - e conseguiu autorização do imperador (o que indica haver cristãos no topo da sociedade romana) para ir buscar os restos mortais de Hipólito e de Ponciano, que tinham sido condenados a trabalhar nas minas de sal da Sardenha e aí sucumbido.
Na altura da sua eleição não era presbítero, tendo sido Fabiano ordenado propositadamente para a ocasião. Este papa pontificou numa altura em que o bispo de Roma tinha cada vez mais a última palavra nos assuntos de toda a Igreja. Esta realidade comprova-se pelo rogo que Orígenes fez ao papa após a sua excomunhão ter sido decretada no sínodo de Alexandria, assim como pelo recurso apresentado ao papa pelos bispos Privatus de Lambaesis e Donato de Cartago, igualmente excomungados por um sínodo em África.
Após a sua morte, e devido às implacáveis perseguições do imperador Décio, não se proporcionou a designação do seu sucessor, tendo um presbítero, que se chamava Novaciano e era depositário da confiança do papa Fabiano enquanto este era vivo, exercido as funções pontifícias durante o período aproximado de um ano.
Como referenciar: S. Fabiano in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 21:27:43]. Disponível na Internet: