S. Lúcio I

Papa italiano, após o desterro do papa Cornélio, na sequência da perseguição do imperador Galo (que se desenrolou entre 251 e 253), Lúcio foi eleito a 25 de junho de 253 e terminou o seu papado a 5 de março de 254. De origem romana, também conheceu o exílio, que se estendeu por uns meses, até à morte do imperador.
Foi também atacado por Novaciano pela sua clemência para com os que camuflavam a sua adesão ao Cristianismo durante as perseguições. Crê-se igualmente que condenou o facto de viverem sob o mesmo teto pessoas que não eram da mesma família.
A sua sepultura foi identificada por meio de uma lápide escrita em grego na catacumba de São Calisto, um dos testemunhos da sua vida nebulosa.
Como referenciar: Porto Editora – S. Lúcio I na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-17 09:16:36]. Disponível em