S. Sirício

Papa italiano, diácono durante os pontificados de Libério e de São Dâmaso, era natural de Roma e foi reconhecido como papa tanto pelos partidários do antipapa Ursino como pelos de São Dâmaso, seu antecessor. O seu papado foi de dezembro de 384 a novembro de 399.
Escreveu em 385 um decreto enviado a todos os bispos de África, Península Ibérica e das Gálias, no qual afirmou a supremacia da Igreja de Roma e tratou de questões como o calendário da Páscoa e do Pentecostes, as condições para a ordenação de sacerdotes, a penitência dos que foram partidários da heresia e a necessidade do bispo de Roma ratificar a nomeação de qualquer outro.
Esteve sempre contra a pena de morte que era costume dar aos hereges, tendo-a inclusivamente proibido.
Foi-lhe dada sepultura na basílica romana de São Silvestre.
Como referenciar: S. Sirício in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-22 03:43:01]. Disponível na Internet: