Sabrosa

Aspetos Geográficos
O concelho de Sabrosa, do distrito de Vila Real, situa-se a 20 quilómetros desta cidade, na Região Norte (NUT II), no Douro (NUT III). É delimitado a sul pelo rio Douro e por Tabuaço (distrito de Viseu), a nascente pelo concelho de Alijó (com o rio Pinhão a acompanhar a linha de fronteira em quase toda a sua extensão), a poente pelos concelhos de Vila Real e Peso da Régua e a norte pelo concelho de Vila Pouca de Aguiar.
O concelho de Sabrosa ocupa uma área de 156,8 km2, na qual se distribuem 15 freguesias: Celeirós, Covas do Douro, Gouvães do Douro, Gouvinhas, Parada do Pinhão, Paradela de Guiães, Passos, Provesende, São Cristóvão do Douro, São Lourenço de Ribapinhão, São Martinho de Anta, Sabrosa, Souto Maior, Torre de Pinhão e Vilarinho de São Romão. Em 2005, o concelho apresentava 6879 habitantes.
O natural ou habitante de Sabrosa denomina-se sabrosende.

História e Monumentos
Em relação ao seu património histórico e arquitetónico, existem várias referências a povoações antigas, como o comprova o castro da Sancha. Para além disso, são de mencionar a Igreja Matriz de Sabrosa (séculos XVII e XVIII) e a Capela de S. Roque (século XVII), em Sabrosa; a Igreja Paroquial de Celeirós (século XVIII), a Igreja Paroquial de Provesende (século XVIII); a Capela do Senhor Jesus, em Provesende; a Capela de Vilarinho de S. Romão (século XV); a Capela da Fonte (século XVIII); a Casa dos Pereiras, que pertenceu a Fernão de Magalhães (século XV); o castro de Sabrosa (Castelo dos Mouros) e os pelourinhos de Gouvães do Douro, Provesende e Parada do Pinhão.

Tradições, Lendas e Curiosidades
Ocorrem diversas festas, como a da Imaculada Conceição (8 de dezembro), a de Nosso Senhor Jesus do Calvário (último domingo de julho) e a de Santa Bárbara (20 de maio), em Parada de Pinhão; a de Nossa Senhora da Azinheira (15 de agosto), em S. Martinho de Anta; a de Nossa Senhora da Saúde (7 a 9 de agosto), em S. Lourenço de Ribapinhão; a de Nossa Senhora do Rosário (8 de setembro), em Sabrosa; a de Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro), em Celeiros; a de Nossa Senhora dos Aflitos (primeiro domingo de agosto), em Torre do Pinhão; a de Nossa Senhora dos Anjos (15 de agosto), em Gouvães do Douro; a de S. José (19 de março), em Gouvinhas, e a de S. João (24 de junho), em Provesende e em Vilarinho de S. Romão.
O feriado municipal ocorre a 8 de setembro.
A nível de artesanato são de referir os trabalhos de cestaria, rendas, tanoaria, latoaria, marcenaria, tamancaria e queijaria.
Neste concelho destacaram-se duas grandes personalidades: Miguel Torga, com a sua casa em S. Martinho de Anta, e o navegador Fernão de Magalhães, a quem pertenceu a Casa dos Pereiras.

Economia
O turismo é considerado uma das atividades económicas mais importantes neste concelho, devido aos recursos naturais existentes e ao seu património histórico e cultural. O concelho de Sabrosa está integrado na Região de Turismo da Serra do Marão.
A agricultura também ocupa um papel de destaque na economia deste concelho, salientando-se a produção de azeite, cereais e, principalmente, vinhos de mesa e vinhos do Porto.

Como referenciar: Sabrosa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 10:57:56]. Disponível na Internet: