Sam Raimi

Realizador norte-americano, Samuel Raimi nasceu na pequena cidade de Franklin, a 23 de outubro de 1959. Um grande fã dos Três Estarolas, aos oito anos fazia pequenas filmagens de sketches cómicos na sua câmara de 8 mm . Estudou Cinema na Michigan State University, tendo aí realizado três curtas-metragens: It's Murder (1977), Within the Woods (1978) e Clockwork (1978). Findo o curso, procurou arranjar financiamentos junto de comerciantes e médicos da sua cidade natal. Com apenas 500 mil dólares, filmou um filme de terror que viria a ser uma obra de culto: The Evil Dead (A Noite dos Mortos Vivos, 1982). Protagonizado por Bruce Campbell (que seria presença assídua na maior parte dos filmes de Raimi), o filme conta a odisseia de cinco adolescentes que decidem isolar-se numa cabana no meio da floresta que se encontra assombrada e quando são possuídos, decidem iniciar uma carnificina. O título chegou mesmo a merecer honras de exibição na edição de 1983 do Festival de Cannes e obteve um sucesso comercial inesperado. À altura, Raimi partilhava um apartamento com os irmãos Coen, Holly Hunter e Frances MacDormand e decidiu adaptar ao cinema um argumento dos Coen: o resultado foi Crimewave (O Pequeno Crime, 1985), uma comédia surrealista sobre um casal que decide fazer insólitos assaltos em Detroit. O filme fracassou nas bilheteiras, obrigando Raimi a voltar à formula original, assinando Evil Dead II (O Regresso dos Mortos Vivos, 1987), onde pontificou o humor negro. Com uma reputação promissora, Raimi obteve em 1990 o primeiro convite de trabalho para uma grande produtora que pretendia um jovem realizador para um filme de ação: Darkman (Vingança Sem Rosto, 1990). Neste filme, Liam Neeson desempenhou o papel de um cientista que se dedica à genética e que uma noite é espancado violentamente e regado com ácido por um grupo de bandidos, contratados por um arquiteto corrupto. Sobrevivendo ao ataque, assume uma identidade de super-herói vingador. Seguiram-se Army of Darkness (O Exército das Trevas, 1993), um filme de terror medieval e o western The Quick and the Dead (Rápida e Mortal, 1995) com Sharon Stone envergando a pele de uma pistoleira que chega a uma cidade remota para se vingar de um barão do crime (Gene Hackman) que lhe matara a família anos antes. A Simple Plan (O Plano, 1998) marcou a primeira incursão de Raimi no campo do policial, relatando a história de três amigos que encontram uma grande quantidade de dinheiro num avião despenhado e, ao resolver ficar com a maquia, desencadeiam uma série de crimes. Após o fracasso de For Love of the Game (1999), um filme sobre basebol protagonizado por Kevin Costner, Raimi voltou a abordar o sobrenatural com The Gift (O Dom, 2000), proporcionando uma excelente interpretação a Cate Blanchett. Mas o seu maior êxito comercial foi, sem dúvida, Spider-Man (Homem-Aranha, 2002), a adaptação cinematográfica do célebre herói criado por Stan Lee e que bateu recordes de bilheteira um pouco por todo o Mundo. Raimi foi também o responsável pela direção da continuação Spider-Man 2 (Homem-Aranha 2, 2004).
Como referenciar: Sam Raimi in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-09 19:29:11]. Disponível na Internet: