Samoa

Geografia
País da Oceania. Situado no oceano Pacífico, na Polinésia, é constituído por duas ilhas principais - Savaii e Opolu - e, no conjunto do território, tem uma área de 2944 km2. A capital é a cidade de Apia, na ilha de Opolu, com 36 000 habitantes (2004). A ilha de Savaii é coberta por picos vulcânicos e planaltos de lava, enquanto que na ilha de Opolu se concentra a população.

Clima O clima é tropical marítimo, moderado pelos ventos de sudoeste. De novembro a abril é a época mais húmida, de chuvas. De maio a outubro é a estação seca.

Economia
A economia é baseada essencialmente na agricultura: produzem-se óleo de coco, taro, copra, banana, ananás, manga, cacau e madeira. Grande parte do solo é constituído por florestas. O país não possui indústrias extrativas. As remessas dos emigrantes, que têm vindo a aumentar, ajudam a equilibrar a economia do país, cuja balança comercial é muito deficitária. O governo decidiu promover o turismo depois de 1992. Os principais parceiros comerciais de Samoa são a Nova Zelândia, a Austrália, Fiji e os Estados Unidos da América.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 0,8.

População
Tem uma população de 176 908 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 60,22 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 16,43%o e 6,62%o. A esperança média de vida é de 71 anos. O valor do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,775 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) não foi atribuído (2001). Estima-se que em 2025 a população diminua para 177 000 habitantes, devido a uma forte emigração. Os samoanos polinésios representam 88% da população. Os principais grupos religiosos são os congregacionistas (43%), os católicos (21%), os metodistas (17%) e os mórmones (10%). As línguas oficiais são o inglês e o samoano.

História
Estas ilhas tropicais e montanhosas foram disputadas por Holandeses, Alemães e Americanos desde a sua descoberta pelos europeus, no século XVIII. Em 1889, obtiveram a soberania, com o rei Malietoa Laupepa, mas logo após a sua morte, em 1898, as ilhas passaram para o controle dos Alemães, com o acordo dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. Já em 1830 a influência inglesa se fazia sentir, devido à chegada de missionários que, converteram a população ao Cristianismo. A Nova Zelândia anexou as ilhas em 1919, quando eram governadas por alemães, e administrou-as até 1962. O país é membro da Commonwealth desde 1970 e da Organização das Nações Unidas desde 1976.
Estado independente desde 1962, a Samoa Ocidental é uma monarquia constitucional com assembleia legislativa. O Chefe de Estado é o rei Malietoa Tanumafili II, que se irá manter no trono até à sua morte, momento em que findará o sistema monárquico na Samoa Ocidental. A partir daí, os chefes de Estado passarão a ser eleitos pela assembleia legislativa. Em 1997 o país adotou o nome de Samoa, em vez da anterior designação de Samoa Ocidental.
Como referenciar: Samoa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 10:10:07]. Disponível na Internet: