Samuel Usque

Escritor português, nasceu no século XVI, desconhecendo-se porém dados mais precisos sobre a sua vida. Sabe-se que era irmão de Abraão Usque, um conhecido impressor de Ferrara, e de Salomão Usque, tradutor de Petrarca. Samuel e Abraão, de origem judaica, exilaram-se em Ferrara, Itália, devido às perseguições feitas aos judeus em Portugal. Foi naquela província que Samuel viu a sua obra Consolação às Tribulações de Israel ser publicada pelo seu irmão, em 1553. Constituída por três diálogos entre pastores (Icabo, Numeu e Zicareu - anagramas de nomes judaicos), aquela obra tem como propósito rememorar as perseguições sofridas pelo povo bíblico e recordar-lhe as divinas promessas de resgate. O livro começou por circular em Inglaterra, sendo reimpresso em Amesterdão, em 1599. Dedicada pelo autor à dama judia Dona Gracia Nassi, Consolação às Tribulações de Israel recorre a frequentes alegorias e metáforas simples, com repetições insistentes e com descrições pitorescas. Baseando-se em partes judaicas e cristãs, Samuel Usque empenhou-se na construção da filosofia da história do judaísmo, sendo que dos três diálogos elaborados o primeiro foca a história bíblica, o segundo a reconstrução e destruição do segundo templo de Jerusalém e o terceiro as tragédias da história judaica na Idade Média.
Em suma, a obra reflete o desejo que os Judeus expulsos de Espanha e espalhados pelo mundo têm de regressar a Israel.
Como referenciar: Porto Editora – Samuel Usque na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 23:33:57]. Disponível em