Sandoval y Rojas, duque de Lerma

Estadista espanhol, nasceu em Sevilha em 1553, foi cavaleiro de Filipe II e homem de confiança do seu herdeiro Filipe III, que o fez ministro e governador de Espanha.
Para estreitar os laços familiares dos Bourbons franceses e dos Habsburgos vienenses, arranjou um casamento entre a irmã de Luís XIII com o filho de Filipe, e de Luís XIII com Ana da Áustria. Foi o responsável pela paz com a Inglaterra (1604) e com a Holanda por um período de doze anos (1609).
Quando a corte se mudou para Madrid a sua ambição era desmedida. De 1609 a 1614 expulsou cerca de 350 mil mouros cristianizados, aos quais confiscara o seus bens, o que abalou as finanças e a economia espanhola, um facto explorado pelos seus inimigos, e, inclusivamente, pelo seu filho Cristóvão.
Temendo perder o poder e cair em desgraça entrou para a Igreja, sendo nomeado cardeal em março de 1618. Meses depois foi afastado do cargo de cardeal e com a subida ao trono de Filipe IV no ano de 1621 foi alvo de uma investigação. Morreu em Valladolid no mês de maio de 1625.
Como referenciar: Sandoval y Rojas, duque de Lerma in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-12-02 07:13:37]. Disponível na Internet: