Santo Afonso Maria de Ligório

Doutor da Igreja, bispo, escritor e músico italiano, Afonso Maria de Ligório nasceu a 27 de setembro de 1696, em Marianella, perto de Nápoles, em Itália.
Filho de uma família nobre, estudou artes liberais, ciências exatas e disciplinas jurídicas, revelando-se um aluno brilhante. Formou-se aos 16 anos, em Direito Civil e Eclesiástico, destacando-se na carreira profissional. Em 1723, apercebendo-se da falsidade em que o mundo era sustentado, renunciou à advocacia, à herança e aos bens materiais para se tornar franciscano, dedicando a sua vida a Deus. Sacerdote aos 30 anos, Afonso Maria de Ligório desenvolveu vários trabalhos missionários junto dos pobres e necessitados da periferia de Nápoles. A 9 de novembro de 1732, em Scala, fundou a Congregação do Santíssimo Redentor, conhecida por Os Redentoristas, com o objetivo de "trazer a Boa Nova aos pobres". Em 1762, após várias viagens pelo sul de Itália a converter pecadores e a evangelizar, foi eleito bispo de Santa Águeda dos Godos pelo Papa Clemente XIII. Por motivos de saúde e idade avançada, pediu a exoneração do cargo em 1775.
Santo Afonso escreveu mais de uma centena de livros, sobretudo sobre teologia moral, sobre a virgem Maria e sobre o Santíssimo Sacramento. Para além de escritor, foi ainda historiador e um excelente músico, compondo várias peças das quais se destaca Tu Scendi dalle Stelle (Tu desces das estrelas), frequentemente executada no Natal.
Afonso Maria de Ligório faleceu a 1 de agosto 1787, em Nocera dei Pagani, Campanha, aos 91 anos de idade. Em 1816, foi declarado Beato e, em 1839, foi canonizado por Gregório XVI. Foi proclamado Doutor da Igreja, em 1871, e Padroeiro dos Confessores e Moralistas, em 1950.
Como referenciar: Santo Afonso Maria de Ligório in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-18 04:43:40]. Disponível na Internet: