São Paulo

São Paulo terá nascido em Tarsos, na Cilícia, no ano de 10, de pai romano e família provavelmente originária da Galileia, tendo morrido executado possivelmente no ano de 64, em Roma, Pertencente à tribo de Benjamim, foi-lhe dado o nome de Saulo, no momento da sua circuncisão, em memória do primeiro rei dos Judeus. Enquanto cidadão romano tinha o nome de Paulo, dado que era prática normal na época para os judeus terem dois nomes, um hebreu e outro romano ou grego. Após a sua conversão, batismo e cura miraculosa, São Paulo dedicou-se à sua missão apostólica de conversão dos judeus, viajando depois para o sul de Damasco, na Arábia, para meditar. De volta a Jerusalém para ver Pedro, ficou nesta cidade por pouco tempo, ameaçado pelos gregos, voltando para Tarsos, onde São Barnabé o encontrou e o trouxe para Antioquia onde trabalharam juntos durante um ano. O posterior período de 12 anos foi o mais prolífero da sua vida e pode ser dividido em três missões apostólicas, que começaram todas a partir da Antioquia e que invariavelmente terminaram em Jerusalém.
Na primeira missão, São Paulo recebeu a indicação do Espírito Santo para ir converter os Gentios e acompanhado de Barnabé, embarcou para Chipre, pregou na sinagoga de Salamina e passou depois para Paphos. Na Ásia Menor, Marcos, primo de Barnabé, abandonou a missão e voltou para Jerusalém, deixando Paulo e Barnabé sós na viagem para a colónia romana de Antioquia. Na volta a Jerusalém, passaram pela Síria onde alguns judeus cristianizados pregavam que os gentios convertidos deveriam ser submetidos à circuncisão, o que levou Paulo e Barnabé, que não concordavam com este princípio, a encontrar-se com os Apóstolos em Jerusalém para resolver a questão, ficando decidido que os Gentios não eram abrangidos pela Lei de Moisés. Na segunda missão, São Paulo recusou a companhia de Marcos que os tinha abandonado, o que fez com que se separasse de Barnabé e de Marcos, que seguiram para Chipre. Paulo escolheu Silas, ou Silvano, para o acompanhar a Antioquia, de onde partiram para Tarsos e depois para Derbe, visitando as igrejas fundadas durante a primeira missão. Os dois missionários prosseguiram para Ocidente, através de Atenas e Corinto, voltando a Jerusalém. A terceira missão de São Paulo teve como destino o Éfeso, passando pela Galácia, Frigia e as regiões superiores da Ásia Central. Depois de dois anos e meio em Éfeso, São Paulo partiu para a Macedónia, depois para Corinto e, por fim, para Jerusalém, onde foi preso. As quatro grandes epístolas de São Paulo foram escritas durante esta terceira missão: a primeira aos Coríntios de Éfeso, a segunda aos Coríntios da Macedónia, a terceira aos Romanos de Corinto e a quarta aos Gálatas.
Falsamente acusado pelos Judeus de ter trazido os Gentios para o templo, São Paulo foi preso e acorrentado tendo sido levado para Cesareia e depois para Roma para ser julgado. Quando São Paulo chegou a Roma deve ter sido julgado inocente dado que passado pouco tempo já estava a evangelizar sem qualquer proibição. Nos seus últimos anos, São Paulo terá provavelmente visitado a Península Ibérica, voltando depois a Oriente para visitar as igrejas que tinha fundado. De novo preso, foi levado para Roma onde foi martirizado no lugar de Aquae Salviae, perto da Basílica de São Paulo, onde foi enterrado. Segundo uma opinião comum, São Paulo terá sido martirizado no mesmo dia e no mesmo ano que São Pedro, embora existam defensores de que terá sido martirizado no mesmo dia mas não no mesmo ano. Desde tempos imemoriais que a festa dos Apóstolos São Paulo e São Pedro tem vindo a ser realizada no dia 29 de junho, que é o aniversário da sua morte ou da trasladação das suas relíquias. A distância entre as basílicas de São Pedro e São Paulo em Roma fez com que nascesse o costume da transferência da celebração da festa de São Paulo para 30 de junho. Mais recente é a festa da conversão de São Paulo realizada a 25 de janeiro. Em Portugal foram famosos os eremitas da serra de Ossoa que tiveram origem no princípio da monarquia e que receberam aprovação pontifícia em 1578, ficando a ser designados por paulistas, tendo fundado conventos por todo o País, especialmente na diocese de Évora, que se tornaram importantes centros de cultura.
Como referenciar: São Paulo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 01:04:15]. Disponível na Internet: