Sargão II

Rei da Assíria entre 721 e 705 a. C., foi, na tradição local, também ele um usurpador do poder, embora seguisse a obra começada pelo seu antecessor Tiglat-pileser III.
Começou por incrementar o território com importantes conquistas, nomeadamente com o controlo da Síria, Palestina e Anatólia, onde lutou com Midas da Frígia. No norte e no este conduziu um conjunto de campanhas contra o reino de Urartu, debilitando-o. Em relação à Babilónia, o caldeu Merodach-Baladan II tinha conquistado o trono, que conservou durante doze anos, pelo que Sargão II só posteriormente conseguirá expulsá-lo, restabelecendo a monarquia dual.
A sua atividade como construtor foi bastante significativa, tendo criado a cidade de Dur-Sharrukin, a norte de Nínive, bem como um magnífico palácio. Contudo, a cidade parece ter sido abandonada após a sua morte.
Como referenciar: Porto Editora – Sargão II na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-27 22:55:58]. Disponível em