Scarface - A Força do Poder

Filme de gangsters norte-americano realizado em 1983 por Brian De Palma, Scarface foi interpretado por Al Pacino, Steven Bauer, Michelle Pfeiffer, Mary Elizabeth Mastrantonio e Robert Loggia, entre outros. O argumento foi escrito por Oliver Stone, adaptando o clássico filme homónimo de 1932 realizado por Howard Hawks.
Violento remake de um clássico do cinema de gangsters, este é um poderoso exercício sobre o mundo do crime e sobre a ascensão e queda de um dos seus homens. Tony Montana (Al Pacino) é um cadastrado cubano que, em 1980, aproveita a breve abertura da emigração para os EUA, instalando-se em Miami. Rapidamente, ele e o seu amigo Manny (Steven Bauer) entram no mundo do crime e procuram aumentar o seu poder e influência. Assim que matam um político para o poderoso mafioso local Frank Lopez (Robert Loggia), conseguem obter as autorizações de permanência no país e a proteção de Frank. Depois de eliminar um traficante colombiano rival, Tony começa a ter um papel proeminente no negócio da cocaína na Florida. Uma das suas funções é também servir de motorista de Elvira (Michelle Pfeiffer), a mulher de Frank, viciada em cocaína. Elvira torna-se seu objeto de conquista, mas Tony mantém também uma obsessão incestuosa pela sua irmã Gina (Mary Elizabeth Mastrantonio), dominando-a e impedindo-a de sair com outros homens. A situação complica-se entre Frank e Tony quando um negócio corre mal e se dá uma disputa por Elvira. Frank manda matar Tony, mas este consegue escapar. É então que Tony mata Frank, casa com Elvira e torna-se o mais poderoso barão da droga do estado. Todavia, os problemas começam a aumentar. Manny, apesar de advertido para não o fazer, encontra-se com Gina às escondidas, Elvira entra numa decadência lastimável devido à sua dependência e Tony vai-se tornando crescentemente paranoico e egoísta, ao mesmo tempo que vai consumindo cada vez mais droga.
Este é um dos mais estilizados filmes sobre o mundo do crime dos anos 80, tendo causado grande polémica devido à sua excessiva violência. Ficou particularmente famosa uma sequência que envolve uma motosserra e litros de sangue. Brian De Palma demonstra um enorme entendimento sobre as convenções do filme de gangsters, o que, em conjunto com as poderosas interpretações (nomeadamente a figura odiosa e inesquecível de Al Pacino) e a eficiente banda sonora, torna este filme uma experiência difícil de esquecer.
Foi nomeado para três Globos de Ouro (Melhor Ator Dramático - Al Pacino, Melhor Ator Secundário - Steven Bauer e Melhor Banda Sonora).
Como referenciar: Scarface - A Força do Poder in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-19 02:15:07]. Disponível na Internet: