Seat

A marca espanhola de automóveis Seat (Sociedade Espanhola de Automóveis de Turismo) foi fundada a 9 de maio de 1950 como subsidiária da Fiat, de Itália, mas com uma forte participação do governo espanhol.
De início, a Seat fabricava modelos da Fiat, com algumas ligeiras modificações a nível de design.
O primeiro carro a ser produzido foi o modelo 1400, posto à venda em novembro de 1953. Quatro anos mais tarde, surgiu o Seat 600, um grande sucesso comercial em Espanha, país que entrou então numa era de grande expansão do mercado automóvel.
A Seat fabricou automóveis apenas para o mercado interno até que em 1965 fez as primeiras exportações, tendo por destino a Colômbia.
Em 1982 foi dado início a uma cooperação com a Volkswagen, da Alemanha e, dois anos mais tarde, foi lançado o primeiro carro próprio da marca, o Seat Ibiza.
Durante a ligação à Fiat foram produzidos os modelos Marbella e Malaga, baseados respetivamente no Panda e no Ritmo.
Em 1986, o Grupo Volkswagen comprou a maioria das ações da Seat e, nesse mesmo ano, começaram as exportações para a Europa, assim como foi fundada a divisão Seat Sport.
Em 1990, a VW tornou-se proprietária a cem por cento da Seat e, no ano seguinte, foi apresentado o Toledo, o primeiro modelo integralmente desenvolvido pelo grupo alemão.
Em 1993 foi apresentado o Cordoba e o novo Ibiza, seguindo-se, em 1996, o primeiro monovolume da marca, o Alhambra.
Em 1996, a SEAT conquistou com o Ibiza Kit Car o seu primeiro título desportivo, ao triunfar na categoria de 2 litros do Mundial de Ralis. Repetiu a façanha em 1997 e 1998.
Entretanto, em 1997 tinha sido apresentado o utilitário Arosa e em 1998 o novo Toledo, que representava uma viragem da marca em termos de imagem, que prosseguiu no ano seguinte com o topo de gama Leon.
Para 2001, ficou reservada a renovação do Ibiza, assim como a apresentação do desportivo Leon Cupra, e para 2002 do novo Cordoba. Neste ano a Seat e a Lamborghini juntaram-se, dentro do Grupo VW, ao subgrupo Audi.
Como referenciar: Seat in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-12 21:01:39]. Disponível na Internet: