Serghei Rachmaninov

Compositor e pianista, foi a última grande figura da tradição do romantismo russo. Nasceu em 1873, em Oneg, perto de Semyonovo, na Rússia, e morreu em 1943, em Beverly Hills, na Califórnia, nos Estados Unidos da América.
Iniciou os seus estudos no Conservatório de São Petersburgo, terminando-os no Conservatório de Moscovo. Depois de ter alcançado a fama, como compositor e como pianista, compôs a Symphony N.º 1 in D Minor, apresentada em São Petersburgo, que foi um completo insucesso. Desse facto resultou um colapso nervoso que o levou a não conseguir escrever uma única linha durante vários anos. Ironicamente, depois de morrer, a sua primeira sinfonia foi considerada por muitos musicólogos a sua maior contribuição para a literatura sinfónica, bem como a sua composição mais original. Com a revolução de 1917, abandonou a Rússia e fixou-se definitivamente nos Estados Unidos da América
As suas composições mais conhecidas incluem Prelude in C-Sharp Minor (1892), Concerto N.º 2 in C Minor (1901), Symphony N.º 2 in E Minor (1907), The Isle of Dead (1909), Concerto N.º 3 in D Minor (1909) e Symphony N.º 3 in A Minor (1936).
Como referenciar: Porto Editora – Serghei Rachmaninov na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-08-01 15:22:24]. Disponível em