Sernancelhe

Aspetos Geográficos
O concelho de Sernancelhe, do distrito de Viseu, localiza-se na Região Norte (NUT II), no Douro (NUT III). Ocupa uma área de 228,6 km2 e abrange 17 freguesias: Arnas, Carregal, Chosendo, Cunha, Escurquela, Faia, Ferreirim, Fonte Arcada, Freixinho, Granjal, Lamosa, Macieira, Penso, Quintela, Sarzeda, Sernancelhe e Vila da Ponte.
O concelho apresentava, em 2005, um total de 6167 habitantes. O natural ou habitante de Sernancelhe denomina-se sernancelhense.
O concelho encontra-se limitado a norte pelo concelho de S. João da Pesqueira, a oeste por Moimenta da Beira, a sul por Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, a este por Trancoso, também no distrito da Guarda, a sudoeste por Sátão e a nordeste por Penedono.
Possui um clima mediterrânico com feição continental, com invernos frios e verões quentes e secos, verificando-se algumas diferenças climáticas, provocadas, essencialmente, pelas diferentes altitudes e pela disposição das vertentes.
A sua morfologia é acidentada, destacando-se a serra da Lapa (955 m), a serra do Pereiro (895 m) e a Gens (802 m).
Como recursos hídricos, possui o rio Paiva, o rio Távora, a ribeira do Medreiro, a ribeira do Ferreirim e a barragem do Vilar.

História e Monumentos
As origens históricas da região parecem relacionar-se com o castro no Monte Castelo, sobranceiro à ribeira do Medreiro, existindo, por todo o concelho, vestígios de épocas castrejas.
No tempo de D. Teresa, Sernancelhe é doada a D. Egas Gosendes e a D. João Viegas, que reedificaram o seu castelo e promoveram o seu povoamento.
Nos princípios do século XII as terras foram repovoadas e, durante os séculos XV e XVI, tiveram um importante desenvolvimento ligado aos locais de culto, nomeadamente ao Santuário da Lapa (e Colégio dos Jesuítas), local de peregrinações a que os fiéis acorriam com ricas e generosas ofertas.
Ao nível do património histórico e arquitetónico, destaca-se, desde logo, a Capela de Nossa Senhora da Lapa, do século XVII, construção jesuíta que se insere numa estrutura de santuário, ao qual está ligada por um passadiço e que tem a particularidade de possuir um afloramento granítico, sacralizado, no interior da capela-mor. A capela está classificada oficialmente como Imóvel de Interesse Público, com uma zona especial de proteção. Junto da mesma existe um grande edifício, o antigo colégio construído pelos jesuítas.
O Convento de Nossa Senhora da Assunção, fundado em 1690, pertenceu às Freiras Descalças da Ordem de São Bernardo. O que resta está semiarruinado, mas atesta o interesse e a importância deste convento cenobita. Apresenta diferentes volumes: o claustro colunado, a fachada realçada pela escadaria e pelos patamares, o portal emoldurado por pilastras com nicho e o frontão e a pedra-de-armas, que são elementos que se salientam de todo o conjunto.
A Igreja de Ferreirim possui uma longa nave e apresenta a fachada rematada por cunhais encimados por pináculos. Salientam-se o seu portal de linhas clássicas, sobrepujado por uma janela que interrompe o frontão, e a robusta torre sineira, rematada, nos cantos, também por pináculos.
A Igreja de Fonte Arcada, de estilo românico, sofreu alterações no século XVI. A sua fachada é dominada pelo portal de arco pleno, com as aduelas e impostas decoradas com semiesferas, tem uma cruz em relevo e um campanário com duas ventanas. Na fachada sul existem as colunas do que teria sido um alpendre.
De referir também é a Igreja de São João Batista, matriz de Sernancelhe, de estilo românico, com intervenções posteriores. A sua fachada apresenta um portal românico com três arquivoltas de arco pleno e decoração de anjos relevados assentes em colunelos com capitéis lavrados. O tímpano, lavrado, tem um óculo quadrilobado. O portal apresenta, de cada lado, um nicho com três imagens e no seu interior coexistem frescos do século XVI com talha dourada.

Tradições, Lendas e Curiosidades
Das manifestações culturais e populares referem-se a festa da Senhora de ao Pé da Cruz, realizada no primeiro domingo após o dia 3 de maio; a festa do Mártir S. Sebastião, a 20 de janeiro; a festa da Castanha, em finais de outubro/princípios de novembro; e a romaria a Nossa Senhora da Lapa, em agosto, uma das romarias mais importantes do país, acorrendo ao seu prestigiado santuário permanentes excursões, principalmente no verão.
No artesanato, são típicas as esculturas trabalhadas e realizadas em madeira e pedra.

Economia
No concelho predominam as atividades ligadas ao setor primário, seguidas das do secundário e só depois das do terciário.
No que se refere à atividade agrícola, predominam os cultivos de cereais para grão, frutos secos, prados temporários e culturas forrageiras, batata, prados, pastagens permanentes e vinha. A pecuária mantém ainda alguma importância, nomeadamente na criação de ovinos, coelhos e aves. Cerca de 20% (2702 ha) do seu território estão coberto por floresta.
Como referenciar: Sernancelhe in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-08 16:20:58]. Disponível na Internet: