Setembrismo

Dá-se o nome de Setembrismo à política que nasceu da Revolução de setembro. As suas figuras mais importantes foram Passos Manuel e o visconde de Sá da Bandeira (Sá Nogueira). A Revolução de setembro teve lugar em 1836, motivada pelo descontentamento produzido pela política de pendor liberal-cartista. Os seus protagonistas foram os democratas em conjunto com os membros da burguesia industrial e os comerciantes, aos quais se aliaram as classes baixas contra os grandes proprietários e os grandes burgueses ligados ao grande comércio estrangeiro, defensores do ideário cartista. O Setembrismo, que iria manter-se até 1842, data da substituição da Constituição de 1838 pela Carta Constitucional, passou por diferentes fases. A primeira caracteriza-se por um regime ditatorial imposto por Passos Manuel, que conseguiu imprimir alguma evolução, nomeadamente no ensino, na administração e na economia, mercê das suas medidas revolucionárias, como foi o caso da abolição da escravatura em África, e, no plano económico, da tentativa de favorecer a nossa indústria em detrimento do comércio com a Inglaterra, através da publicação de pautas aduaneiras protecionistas. É sem dúvida o desejo de desenvolvimento da indústria, o objetivo maior deste programa político. No entanto, a sua duração foi curta. Caindo o Governo de Passos Manuel em 1837, sucederam-se dois ministérios que também tiveram vida curta. A segunda fase é já de um programa menos radical e mais moderado, cujo grande protagonista foi o visconde de Sá da Bandeira, militar que fora colocado no Governo na sequência da Revolta dos Marechais, iniciada em julho de 1837. Manter-se-ia até 1839. O final deste regime foi marcado pelas figuras do brigadeiro Rodrigo Pizarro e do conde de Bonfim. A pasta da Justiça fora entregue a Costa Cabral, o mesmo que viria em 1842 a promover um golpe para restaurar a Carta e a encetar o regime político de direita conhecido por Cabralismo.
Numa derradeira tentativa de sobrevivência, o Setembrismo alia-se ao povo dos campos, tomando uma feição antiliberalista, entrando em contradição ideológica.
Como referenciar: Setembrismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-25 04:21:09]. Disponível na Internet: