Shogun

Mini-série televisiva de aventura norte-americana baseada no romance homónimo de James Clavell e adaptada à televisão em 1980 pelo canal NBC. Foi produzida por Eric Bercovici e realizada por Jerry London. A música original era da autoria de Maurice Jarre e a fotografia de Andrew Laszlo. Teve 10 episódios de 60 minutos cada. O autor do romance teve um papel importante em todo o processo de produção, incluindo a escolha do elenco e a realização.
Baseado em parte numa história verídica, é um retrato detalhado de um Japão feudal em processo de se tornar um Estado-nação dominado por um só soberano. Em 1600, Taiko, o senhor protetor do Japão, morre e o país fica dividido. Mostra as diferenças enormes existentes entre japoneses e europeus do século XVII no que toca aos costumes (sexo, comida, bebidas e outros) e às diferentes perspetivas sobre as coisas, o que permite uma aprendizagem mútua com experiências quase opostas. É o processo de aculturação.
Passado no início do século XVII, conta a história do Major John Blackthorne (Richard Chamberlain), um piloto de um navio inglês que é destruído ao largo da costa japonesa e vê-se obrigado a negociar com os dois homens mais poderosos do Japão desse tempo. Vê-se depois prisioneiro e envolvido no meio da guerra entre Toranaga (Toshiro Mifune), o poderoso chefe general da armada do leste, e Ishido (Nobuo Kaneko), o seu rival do oeste. Ambos lutam pelo título de shogun, que garante o maior poder sobre o Japão a quem o possuir. Aos poucos, Blackthorne, que tinha a ideia dos japoneses serem cruéis e selvagens, vai conseguindo vê-los como humanos, depois como iguais, até acabar por considerá-los superiores. Blackthorne sofre uma aculturação, torna-se um guerreiro samurai e, no final da série, é um peão nas mãos de um senhor de guerra, um inglês limitado pelas memórias esmorecidas de uma cultura que é passado e que toma como seus os hábitos da cultura japonesa. Outra personagem importante é Lady Mariko (Yoko Shimada), a intérprete de Blackthorne e sua amada, que lhe ensina os princípios da cultura Japonesa e a quem Blackthorne ensina os conceitos do amor. A história de amor tem um fim trágico quando Mariko é morta numa luta no castelo de Osaka.
Como referenciar: Shogun in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-12 04:17:52]. Disponível na Internet: