simultaneidade

A simultaneidade consiste na coincidência temporal de dois acontecimentos em diferentes pontos do espaço. Na física clássica, anterior ao aparecimento da teoria da relatividade, julgava-se que a simultaneidade se podia estabelecer de forma terminante e absoluta para todo o espaço, isto é, se dois acontecimentos eram simultâneos para um observador, teriam de sê-lo também para qualquer outro observador. Porém, provou-se que isto não é verdade, devido à limitação máxima da velocidade de propagação dos sinais (segundo a teoria da relatividade, não pode ser superior à luz no vácuo). Uma consequência muito importante deste resultado é a verificação de que é impossível o tempo decorrer da mesma forma em todos os sistemas de referência. Assim, as medições do comprimento dos corpos e a duração dos processos dependem do sistema de referência escolhido, resultado fundamental e a base de todos os paradoxos aparentes surgidos da teoria da relatividade.
Como referenciar: simultaneidade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 03:30:19]. Disponível na Internet: