síntese proteica

Processo muito complexo que conduz à formação de cadeias de aminoácidos, as proteínas, cuja sequência é determinada pelos tripletos do ADN. Este processo envolve um grande consumo de energia (adenosina trifosfato ou ATP) e a participação de vários agentes, como as enzimas e os ribossomas. Apesar de complexa, a biossíntese de proteínas é um processo extremamente rápido.
Como a informação para a ordenação e a colocação dos aminoácidos nas cadeias polipeptídicas das proteínas está contida nos genes, a síntese proteica engloba a passagem da linguagem polinucleotídica do ADN para a linguagem polipeptídica das proteínas. Este processo compreende, assim, duas fases:
. a transcrição, em que o ADN dá origem ao mARN, . e a tradução, em que o mARN conduz à produção de proteínas.
Uma vez sintetizadas, as proteínas podem ser biologicamente inativas, podendo ser sujeitas a diversas alterações.
As proteínas determinam a forma e a estrutura das células e condicionam todo o metabolismo celular.
Como referenciar: síntese proteica in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-26 07:32:31]. Disponível na Internet: