sismógrafo

Um sismógrafo é um aparelho para registo de sismos.O sismograma traçado permite determinar a direção das ondas sísmicas, a hora da sua chegada e a intensidade (Escala de Richter), possibilitando o cálculo, a partir destes dados, da distância e da intensidade real do sismo.
O primeiro instrumento de que se tem conhecimento para medir tremores de terra foi inventado pelo filósofo chinês Chang Heng em 132 d. C. Este aparelho consistia num jarro que no seu exterior continha oito cabeças de dragão revestindo as oito principais direções da circunferência do jarro. Por baixo de cada cabeça de dragão existia um sapo com a boca aberta virada para o dragão. A boca de cada dragão segurava uma bola. Durante a ocorrência de um tremor de terra, uma dos oito bocas dos dragões deixaria cair a bola na boca do sapo que estivesse situado próximo.
A direção do estremecimento determinava qual dos dragões tinha deixado cair a sua bola. Com este instrumento foram detetados tremores de terra com o epicentro a grandes distâncias mas não se conseguia localizar o mesmo. O interior do jarro era desconhecido. Só em 1875 foi inventado, com sucesso, o primeiro sismógrafo de baixa sensibilidade, pelo cientista italiano P. F. Cecchi. Paralelamente, em 1880, cientistas britânicos pertencente ao Colégio de Engenharia de Tóquio construíram independentemente o primeiro sismógrafo.
Estes cientistas britânicos realizaram observações importantes com o sismógrafo inventado e ficou demonstrado o valor deste para a sismologia como sendo o primeiro sismógrafo descoberto.
O princípio de funcionamento do sismógrafo consiste numa massa até 20 toneladas suspensa de forma que entre em oscilação (pêndulo) quando é atingida por um sismo e cujo sismograma pode obter-se por via mecânica, ótica ou eletrónica.
Os movimentos do solo são registados no sentido horizontal (direção Eeste-Oeste e Norte-Sul) e vertical.
O registo pode ser realizado por meio de uma pena que escreve sobre papel ou por meio de um foco luminoso que impressiona o papel fotográfico com grão e sensibilidades especiais. As folhas de papel são colocadas em tambores com movimento helicoidal, por meio de mecanismos de relojoaria ou motores síncronos. Sobre as folhas é feita marcação de tempos para conhecimento exato da chegada das várias fases do movimento sísmico.
Os sismógrafos mais generalizados são do tipo mecânico (Milne, Bosch, Omori e Wiechert) ou eletromagnético (Sprengnether, Grenet, Benioff).
Como em sismologia se pretende determinar o movimento do solo a partir do movimento registado, deve-se aumentar o amortecimento dos sismógrafos, para atenuar a influência do movimento do próprio pêndulo. Nos sismógrafos mecânicos o amortecimento é realizado por meio de ar ou óleo, recorrendo a uma caixa com um êmbolo. Nos sismógrafos eletromagnéticos, usa-se um amortecimento eletromagnético, obtido com uma lâmina de cobre que se move no campo de um par de ímanes permanentes.
Como referenciar: sismógrafo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-19 08:01:27]. Disponível na Internet: