Skunk Anansie

Banda rock inglesa, formada em fevereiro de 1994, em Londres. Surge como resultado da junção de duas bandas, pois Skin e Cass vieram dos Mama Wild e Ace dos Screaming Amoebas. Mark juntou-se ao grupo, um pouco mais tarde. Foi no Splash Club que Skin e Cass conheceram Ace, na altura DJ residente do clube londrino. Dois pequenos concertos foram suficientes para que a banda conseguisse um contrato com a editora One Little Indian.
"Little Baby Swastikka" foi o primeiro single gravado, um disco de promoção feito para as rádios. O registo transformou-se rapidamente num êxito nos meios underground, transformando os Skunk em fenómeno. Ainda antes da edição do primeiro longa-duração, Paranoid & Sunburnt (1995), foi editado o single "Selling Jesus" que promoveu o grupo ainda em maior escala, dado ter feito parte da banda sonora do filme Strange Days (Estranhos Prazeres) onde o grupo também participou, tocando o tema numa das cenas. Os singles extraídos de seguida, "I Can Dream", "Charity" e "Weak", tiveram também resultados surpreendentes, com os dois últimos a chegarem ao top 20 britânico. A dimensão da banda estava agora em crescendo e a promoção do álbum foi feita em digressão, no apoio aos Therapy e a Lenny Kravitz.
As solicitações feitas aos Skunk para atuações em conjunto com outras bandas e em festivais de verão multiplicaram-se. Em 1996, é editado Stoosh. O single "Hedonism" conseguiu chegar ao top 10 inglês e fez furor por toda a Europa, enquanto o vídeo do tema, para ter uma maior promoção na MTV, teve de ser refeito, já que, na primeira versão, apareciam duas mulheres a beijarem-se. A tradição das performances ao vivo da banda consolidou-se, dando aos Skunk Anansie uma fama que ia para além dos tops e dos hit singles. A movimentação de Skin em palco, juntamente com uma música cada vez mais agressiva, projetou a banda para além dos circuitos mais restritos. Três anos depois, a banda regressou com Post Orgasmic Chill. O álbum teve os seus maiores sucessos nos singles "Charlie Big Potato" e "And This Is Nothing That I Thought I Had".
Em 2001, os Skunk Anansie anunciaram o seu fim, depois de mais de sete anos de carreira e de muitos milhões de discos vendidos.
A vocalista Skin encetou uma carreira a solo, lançando o disco FleshWounds (2003).
Como referenciar: Skunk Anansie in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 04:12:26]. Disponível na Internet: