Slavoj Zizek

Filósofo, sociólogo e crítico cultural esloveno, nasceu a 21 de março de 1949, em Liubliana, na Eslovénia, que era na altura um território integrado na Jugoslávia.
Slavoj Zizek, depois de se licenciar em Filosofia em Liubliana, em 1981, doutorou-se em Psicologia Analítica na Universidade de Paris, em 1985.
Entretanto, já desde 1979 era investigador no Instituto de Sociologia e Filosofia da universidade da sua cidade natal. Zizek, professor na Universidade de Liubliana, deu também aulas em universidades norte-americanas, nomeadamente em Nova Iorque, e na de Paris.
Interessado na cultura popular, Zizek recorre regularmente a trabalhos de Jacques Lacan para fazer novas leituras nessa área. Autor controverso, escreveu diversos artigos sobre temas da atualidade como fundamentalismo, tolerância, globalização, Direitos Humanos, ciberespaço, o politicamente correto, subjetividade, mitos, pós-modernismo, multiculturalidade, e sobre personalidades como Lenine, Alfred Hitchcock, David Lynch, entre outros.
Zizek participou em mais de 300 congressos internacionais de filosofia, de psico-análise e de cultura em países como Estados Unidos da América, França, Suíça, Reino Unido, Irlanda, Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia, Islândia, Bélgica, Holanda, Áustria, Alemanha, Hungria, Roménia, Espanha, Brasil, México, Austrália, Israel ou Japão.
Lançou também diversas coleções de livros de filosofia em esloveno, inglês e alemão e fundou e presidiu à Sociedade de Psico-Análise Teórica de Liubliana.
Em 1990 Slvoj Zizek candidatou-se, sem sucesso, à presidência da República da Eslovénia, nas primeiras eleições livres naquele país, depois de ter participado ativamente em movimentos políticos na década de 80.
No ano seguinte, foi nomeado embaixador da Ciência da República da Eslovénia.
Em janeiro de 2005, Slavoj Zizek foi considerado pela revista francesa Le Nouvel Observateur um dos 25 maiores pensadores do mundo, distinção que também incluiu o português José Gil.
Como referenciar: Slavoj Zizek in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 08:15:24]. Disponível na Internet: