sociedades plurais

Por sociedades plurais entende-se a presença, numa mesma sociedade, de culturas diferenciadas e a existência de identidades nacionais, étnicas, religiosas ou rácicas distintas. A lógica das sociedades plurais prende-se com determinados aspetos: a anterioridade (o caso dos Índios da América, por exemplo), a importação (o fenómeno da imigração), a reprodução social e cultural (o caso das minorias regionais ou das etnias diferentes) e a própria produção social.
As sociedades plurais, marcadas pela existência de particularismos culturais, debatem-se, na maioria das vezes, com os problemas relativos à articulação entre o reconhecimento público dos particularismos e a resolução das desigualdades. Os problemas sociais das minorias são, frequentemente, objeto de políticas próprias, sobretudo nos Estados em que a lei fundamental contempla o direito dos indivíduos e dos grupos ao exercício e reprodução de uma cultura própria, sem prejuízo do direito de cada um em se integrar e participar plenamente na vida pública. Sociedades como a sociedade norte-americana (Estados Unidos e Canadá), a sociedade australiana ou o caso europeu da sociedade da Sérvia e do Kosovo, debatem-se com problemas concretos de integração social de etnias ou de identidades religiosas diferentes.
As sociedades plurais, entendidas em termos do poder político, são aquelas que, contrariamente às sociedades totalitárias, apresentam distinção de poderes autónomos (entre o jurídico, o legislativo e o executivo, por exemplo) e diferentes centros de decisão. As democracias assentam na existência de diferentes partidos políticos, em oposição às sociedades totalitárias de partido único.
Um ponto de vista metodológico sobre as sociedades plurais prende-se com o debate entre a perspetiva "holista" do social e a perspetiva individualista. Enquanto as sociologias holistas tendem a analisar o social como unidade, as sociologias individualistas tomam o social na sua pluralidade. Gurvitch, por exemplo, fez questão de sublinhar a diversidade do social, desde a pluralidade das formas de sociabilidade à pluridimensionalidade da realidade social e à pluralidade dos métodos para o seu estudo.
Como referenciar: sociedades plurais in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 09:38:13]. Disponível na Internet: