Artigos de apoio

Soror Violante do Céu
Poetisa dominicana portuguesa, nascida em 1602 e falecida em 1693, cujo nome próprio era Violante Montesino. Ficou conhecida nos meios literários da sua época como Décima Musa e Fénix dos Engenhos Lusitanos.
Representa um dos espíritos mais agudos do Parnaso de Seiscentos e um expoente máximo da poesia barroca em Portugal. Celebrizou-se aos 17 anos ao compor uma comédia para ser representada durante a visita de Filipe II a Lisboa. Deixou poemas místico-religiosos a par de obras profanas de lirismo amoroso e de patriotismo, escritas em português e castelhano. Também se dedicou à música como instrumentista, tocando, como consta, harmoniosamente harpa.
Além do volume Rimas publicado em Ruão em 1646 e do Parnaso Lusitano de Divinos e Humanos Versos, publicado, em Lisboa, em 1733, em dois volumes, tem várias composições poéticas na Fénix Renascida.
Como referenciar: Soror Violante do Céu in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-06-28 16:45:37]. Disponível na Internet: