Steffi Graf

Tenista alemã nascida a 14 de junho de 1969, em Bruhl. Aos seis anos já praticava ténis por influência de seu pai e da sua mãe, que era praticante da modalidade. Aos 13 anos, Graf tornou-se na segunda tenista mais nova de sempre a profissionalizar-se. Em 1985, apesar de não ter vencido ainda nenhum título acabou o ano em 6.º lugar do ranking feminino. No ano seguinte, conseguiu vencer seis torneios, impondo-se perante tenistas de renome como Navratilova e Chris Evert Lloyd. Em 1987, destacou-se ao vencer no Open de França - Roland Garros. Este foi o primeiro de muitos títulos no Grand Slam. Ainda nesse ano, Steffi Gra venceu 45 encontros consecutivos e só perdeu com Navratilova nas finais de Wimbledon e do Open dos Estados Unidos.
O ano de 1998, ficou marcado pelas vitórias em Wimbledon, Roland Garros, no Open da Austrália e no Open dos Estados Unidos da América, o que fez de Graf a quinta tenista a alcançar o Grand Slam. No ano seguinte, só não venceu no Roland Garros, juntando mais três grandes títulos ao seu palmarés. Na década de 90, venceu: duas vezes o Open da Austrália (1990, 1994); cinco vezes em Wimbledon (1991 a 1993, 1995 e 1996); quatro vezes em Roland Garros (1993, 1995, 1996 e 1999) e três vezes no Open dos Estados Unidos (1993, 1995 e 1996).
Quando venceu, em 1995, o Open dos EUA, Graf tornou-se na primeira mulher a ganhar cada um dos quatro títulos do Grand Slam, pelo menos, quatro vezes.
Graf recebeu o título de campeã do mundo de ténis feminino seis vezes, em nove anos (1987-90, 1993, 1995). Com um palmarés de vitórias invejável, Graf afirmou-se como a melhor tenista da geração que se seguiu à de Chris Evert-Lloyd e Martina Navratilova. Retirou-se em 1999.
Como referenciar: Steffi Graf in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-12 22:07:56]. Disponível na Internet: