Super-Homem

Banda Desenhada
Jerry Siegel (argumento) e Joe Shuster (desenho) criaram Superman (Super-Homem) muito antes da sua publicação no número inaugural da revista Action Comics em junho de 1938, depois de vários Syndicates (agências que distribuem BD em diferentes periódicos) terem recusado esta personagem que, na realidade, foi criada em 1933, quando os autores publicaram um conto num periódico escolar, Science Fiction, a 30 de janeiro, se bem que aqui se tratava de um criminoso. Mas 1938 é a data de referência, por ser a sua primeira aparição pública em BD. Como curiosidade, a revista Detective Comics surgiu nos primeiros anos da editora National Comics, que esteve na génese da DC, uma das maiores editoras de Comics (BD) dos EUA, sendo Super-Homem o primeiro de uma imensa galeria de super-heróis criados nos Comics.
Kal-El é o filho de Jor-El, um importante cientista do planeta Krypton que, ante uma iminente catástrofe de proporções devastadoras que atingirá todo o planeta, que acabará por se desintegrar, envia o seu filho ainda bebé numa nave espacial, de modo a que ele sobreviva. Durante a sua longa e demorada viagem pelo espaço até chegar ao planeta Terra, o pequeno Kal-El vai interiorizando vários conhecimentos, o que lhe conferiu uma inteligência invulgar. A sua cápsula espacial acaba por aterrar nos arredores de uma pequena localidade dos EUA, sendo acolhido por Martha e Jonathan Kent, um casal idoso que o adota como filho, passando daí em diante a ser chamado por Clark Kent.
Rapidamente o casal Kent apercebe-se que o miúdo é dotado de excecionais poderes, como uma força prodigiosa e a capacidade de levitação, ajudando-os muito no seu trabalho. As divertidas situações protagonizadas pelo Super-Homem na sua infância e adolescência acabarão, posteriormente, por ser retratadas no ciclo Super-Boy.
Já adulto, Clark Kent vai viver para Metrópolis, trabalhando como jornalista no Daily Planet, onde conhece Lois Lane, por quem se perde de amores, mas a quem nunca se declara, dada a sua timidez, passando muitas vezes por cobarde. Esta colega pouco lhe liga, aceitando com enfado os seus convites, antes admirando e muito o Super-Homem. Para complicar a situação, Jimmy Olsen, colega de ambos, tenta seduzir Lois Lane.
Nas suas aventuras, o tímido Clark Kent transforma-se em Super-Homem vestindo o seu inconfundível fato azul, capa e botas vermelhas e S ao peito, trocando de identidade na cabina telefónica que estiver mais próxima.
Em 1959, Lois Lane converteu-se na Super-Girl e, em 1987, os dois heróis acabaram por se casar, depois de um namoro de décadas! Em 1992, o Super-Homem foi morto por uma diabólica criatura, tendo ressuscitado alguns meses mais tarde.
Este "extraterrestre" benfeitor tem como única fraqueza a presença da kriptonite, uma florescente substância radioativa de cor verde, originária do seu planeta natal, que o torna completamente impotente.
Os seus inimigos formam uma galeria de vilões capazes de aterrorizar meio mundo, tais como: General Zod, Luthor, Homem-Atómico, Mestre dos Brinquedos, Brincalhão, Mongul, Brainiac ou Homem-Kriptonita.
A lista de autores é também extensa, pontificando nomes como: Curt Swan, Wayne Boring, Jack Burnley, Al Plastino e John Forte, nas primeiras décadas. Em 1986, John Byrne, Joe Kubert e Dave Gibbons, tentaram revitalizar uma série que acusa a excessiva exposição mediática a que esteve sujeita. Outros autores que trabalharam nas suas histórias foram Alan Moore e George Pérez.

Super-Homem em Portugal
Em Portugal, esta BD chegou através das revistas brasileiras das editoras EBAL, abril e Panini, tendo as suas aventuras sido publicadas pela primeira vez no Mundo de Aventuras em 1952, seguindo-se as Coleções "Condor", o jornal A Capital e A Revista dos Super-Heróis, em 1982. Seguiram-se as revistas da abril Morumbi (depois abril Controljornal) nos anos 90 do século XX, como Super-Homem, de que existiram duas séries (em 1995 e em 1997). Desde o início do século XXI, a Devir tem publicado diversas histórias em que o Super-Homem aparece com outros super-heróis da chancela DC Comics.
Para o Correio da Manhã, a Devir, juntamente com a Panini Comics, organizou um volume da Coleção "Os Clássicos da BD" em 2003, no mesmo ano em que a Vitamina BD editou Kingdom Come, onde aparecem diferentes heróis.

Cinema, Televisão e Desenhos Animados
Em 1941 surgiu uma série de desenhos animados de Dave Fleisher, bem como peças radiofónicas, tendo nessa época estreado o primeiro filme, Superman (O Poder do Super-Homem), de Kirk Allen, com Spencer Benett e Thomas Carr, em 1948. Posteriormente, surgiram outras películas, embora com menor notoriedade e na televisão passaram diferentes séries de episódios, nos anos 40 e 70 (do século XX).
Data de 1978 a adaptação mais famosa de Super-Homem, o filme que Richard Donner realizou para a Warner Brothers, interpretado por Christopher Reeve (Clark Kent/Super-Homem), Marlon Brando (Jor-El), Gene Hackman (Lux Luthor) e Margot Kidder (Lois Lane), cuja banda sonora (de John Williams) se celebrizou, tendo recebido um Óscar da Academia na categoria de Melhores Efeitos Visuais. É considerado por muitos como uma das melhores adaptações de uma banda desenhada ao cinema, tendo sido um campeão de bilheteiras na época.
Seguiram-se outros filmes: Superman II (Super-Homem II), em 1981, de Richard Donner e Richard Lester, com Christopher Reeve (Clark Kent/Super-Homem), Gene Hackman (Lux Luthor), Margot Kidder (Lois Lane), Ned Beatty (Otis), Jackie Cooper (Perry White/Dino) e Sarah Douglas (Ursa), cuja banda sonora é de Ken Thorne e John Williams; Superman III (Super-Homem III), em 1983, de Richard Lester, com Christopher Reeve (Clark Kent/Super-Homem), Richard Pryor (Gus Gorman) e Margot Kidder (Lois Lane); Superman IV (Super-Homem IV), em 1987, de Sidney J. Furie, com Christopher Reeve (Clark Kent/Super-Homem), Gene Hackman (Lux Luthor) e Margot Kidder (Lois Lane); Superman Returns (Super-Homem: O Regresso), em 2006, de Bryan Singer, com Brandon Routh (Clark Kent/Super-Homem), Kevin Spacey (Lux Luthor) e Kate Bosworth (Lois Lane).
Existem ainda uns filmes rodados na Índia, com atores e técnicos deste país, de 1960, 1980, 1987 e 1997.
Como referenciar: Super-Homem in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 22:10:08]. Disponível na Internet: