Suprematismo

Estilo e movimento surgidos na década de 10 do século XX e que se prolongou até 1919, tendo como ponto de partida a obra do pintor abstrato russo Kasimir Malevitch e cruzando influências do Cubismo e do Futurismo. A sua primeira obra suprematista, um quadrado negro sobre fundo branco, denuncia a importância do papel que a geometria desempenhava neste estilo.
Em 1915 Malevitch publicou um manifesto onde propunha uma arte radicalmente abstrata, insistindo na supremacia das formas geométricas como elementos-base da composição, acompanhando-o da exposição de um conjunto de pinturas abstratas e geométricas. A representação figurativa de objetos ou simplesmente de ideias era totalmente recusada, fundamentando a pesquisa estética nos "puros sentimentos artísticos".
A sua obra Quadrado Branco sobre Fundo Branco, de 1918, constitui o culminar desta estética da redução e torna-se de imediato o emblema do próprio movimento. Aqui, a forma destaca-se do fundo exclusivamente por subtis alterações de pinceladas, recusando qualquer diferenciação tonal. A radicalidade desta obra no sentido da máxima abstração motivou Malevitch a declarar, no ano seguinte, a morte ou esgotamento do Suprematismo enquanto experiência estética.
Embora tendo conhecido pouco impacto na país de origem, o Suprematismo e a obra de Malevitch tiveram grande influência na arte europeia, nomeadamente em Kandinsky e nos artistas do grupo De Stijl. Considera-se ainda um dos movimentos precursores do Minimalismo.
Como referenciar: Porto Editora – Suprematismo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-21 14:40:43]. Disponível em