swap

Instrumento financeiro ao dispor dos agentes económicos através do qual duas entidades podem trocar determinadas condições associadas a operações de carácter financeiro nas quais estão envolvidos. Os casos mais comuns de swaps são: os swaps de moedas, através dos quais uma entidade que tenha, por exemplo, uma dívida em dólares e pretenda transformá-la numa dívida em euros faz um acordo com outra entidade (normalmente bancária) através do qual esta procede ao pagamento da dívida em dólares ao mesmo tempo que a outra entidade lhe faz o pagamento em euros, conforme desejado; os swaps de taxas de juro, através dos quais, por exemplo, uma entidade acorda em pagar o serviço de dívida de um empréstimo com uma taxa de juro fixa em nome de outra entidade que, por sua vez, acorda em lhe pagar o serviço de dívida de um empréstimo equivalente mas a uma taxa de juro variável; os swaps de mercadorias, em que se verifica a troca entre duas entidades de uma dívida referente a uma determinada mercadoria com uma cotação fixa por uma dívida com uma cotação variável num determinado mercado. Pelas suas características, os swaps apresentam-se como uma forma de cobertura de risco ao serviço dos agentes económicos.
Como referenciar: Porto Editora – swap na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-02 12:50:33]. Disponível em