Taiwan

Geografia
País da Ásia Oriental. Situado a 160 quilómetros da China continental, é banhado, a norte e a leste, pelo mar da China Oriental, a sul, pelo mar da China Meridional, e, a oeste, pelo estreito de Taiwan. Tem uma área de 35 980 km2. As principais cidades são Taipé, a capital, com 2 623 300 habitantes (2004), Kao-hsiung (1 545 600 hab.), T'ai-chung (1 023 300 hab.), T'ai-nan (739 700 hab.) e Panchiao (547 200 hab.).
Ocupa um território montanhoso cujo ponto mais alto, o monte Yushan, tem 3997 m. É a área mais elevada da China Oriental, das Filipinas e do Japão. Além da ilha principal, o país inclui também as ilhas dos Pescadores e os arquipélagos Chin-Men Tao e Ma-Tsu Tao. As montanhas cobrem a parte oriental da ilha, dois terços da superfície total, e apresentam-se com abundante vegetação de onde se extrai óleo de cânfora, bambu, cedros e loureiros.
Clima
O clima é subtropical no Norte e tropical no Sul. Tem uma estação seca e uma estação húmida, de monção. Este território é fustigado por tufões, em média quatro por ano, entre os meses de julho e setembro. A pluviosidade é abundante e favorece a plantação de uma variada gama de culturas como o chá, a cana-de-açúcar, o arroz e bananas.

Economia
Com a ajuda militar e económica recebida dos Estados Unidos, Taiwan desenvolveu e sua economia sob a influência das economias de mercado ocidentais. Com o sucesso do programa de reforma agrária e de expansão industrial implantado no país, Taiwan passou de uma economia baseada na agricultura tradicional para um novo país industrial. As exportações incluem equipamento eletrónico, confeções e calçado que permitem à população alcançar um alto nível de vida. A economia de Taiwan é, no entanto, extremamente dependente da importação de matérias-primas. Os principais parceiros comerciais de Taiwan são o Japão, os Estados Unidos da América, Hong Kong e a Alemanha.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita, não foi atribuído.

População
Em 2006, a população era de 23036087 habitantes (2006) e corresponde a uma densidade populacional de 621,7 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 12,56%o e 6,48%o. A esperança média de vida é de 77,43 anos. Nem o valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) nem o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) foram atribuídos (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 25 298 000 habitantes. A maioria da população que habita a ilha da Formosa (Taiwan) é chinesa e o chinês (mandarim) é a língua oficial. As principais religiões são o budismo, o confucionismo, o tauismo e o cristianismo. Mesmo a vida cultural de Taiwan é baseada na chinesa, como, por exemplo, as óperas de Taiwan.

História
O nome Formosa, pelo qual Taiwan também é conhecido, foi atribuído pelos Portugueses, os primeiros europeus a visitarem a ilha em 1590. Os Espanhóis e os Holandeses chegaram mais tarde e aí instalaram entrepostos comerciais. Depois foi a vez de os Manchus colonizarem Taiwan, já no século XVIII, altura em que as plantações de açúcar e arroz eram as maiores desta região. Em 1886 a ilha tornou-se província chinesa, mas em 1895 foi cedida ao Japão na sequência da guerra sino-japonesa. Só depois da Segunda Guerra Mundial voltou ao controlo chinês. A ilha tornou-se província chinesa, de estatuto especial, a 25 de outubro de 1945 e, quatro anos depois, foi refúgio de nacionalistas chineses que decretaram a lei marcial e instauraram um governo nacionalista em Taiwan. O Partido Nacionalista foi o único permitido até aos anos oitenta. Em 1954 os Estados Unidos assinaram um tratado de defesa com o governo nacionalista. Durante três décadas Taiwan recebeu ajuda militar e económica dos Estados Unidos, a qual foi aproveitada para desenvolver o país à luz das economias de mercado ocidentais. Foi lançado um programa de reforma agrária e expansão industrial que acabou por ser bem-sucedido. Taiwan passou de uma economia baseada na agricultura tradicional para um novo país industrial. Um verdadeiro milagre económico é como os ocidentais classificam o fenómeno de Taiwan. Taiwan foi considerado pelos ocidentais como o país representante de toda a China, mas em 1971 as Nações Unidas retiraram-lhe este estatuto e substituíram-no pelo de província da República Popular da China. O futuro da ilha só se encontra ensombrado pelas relações com a China que não quer conceder a independência ao território, ao contrário das recentes intenções do Partido Nacionalista de Taiwan. Em 1996, pela primeira vez na história do mundo chinês, um presidente foi eleito por sufrágio universal. Lee Teng-Hui, o presidente de Taiwan, sucede a si próprio, mas desta vez com legitimidade popular e perante o embaraço chinês ao ver o apoio incondicional dado a Taiwan pelos Estados Unidos da América.
Como referenciar: Taiwan in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-27 07:18:50]. Disponível na Internet: