Tallinn


Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade da Estónia, Tallinn localiza-se na costa norte do país, junto ao golfo da Finlândia. Constitui o principal porto mercante do país, ficando a 80 km para sul de Helsínquia. É atravessada por uma falésia de calcário. Possui cerca de 400 000 habitantes (2007).

História e Monumentos A primeira referência cartográfica da localidade data do século XII. No início do século XIII, era um importante ponto de passagem entre a Rússia e a Escandinávia. Em 1219, passou a ser governada pela Dinamarca. Em 1285, tornou-se a mais nortenha das cidades membro da Liga Hanseática, uma aliança militar e mercantil germânica. Em 1346, foi vendida pelos dinamarqueses aos cavaleiros teutónicos, gozando nesta altura de uma importante posição estratégica e de importantes muralhas e torres defensivas. Em 1561, tornou-se politicamente dominada pela Suécia, mas em 1710 os suecos capitularam perante os russos, embora as instituições locais tivessem mantido alguma autonomia cultural e económica. Até ao final do século XIX, a cidade era conhecida por Reval. Após um período de ocupação russa e outro alemão, integrou um estado independente em 1920, até à Segunda Guerra Mundial. Durante a guerra, foi ocupada pela Alemanha nazi, mas em 1944 foi anexada pela União Soviética. Em 1991, recuperou o estatuto de capital da Estónia independente. A cidade velha foi classificada em 1997 pela UNESCO como Património da Humanidade. Entre os seus principais monumentos, destacam-se a Igreja de Santo Olavo (que chegou a ser o edifício mais alto do mundo no século XVI) e a Catedral de Alexandre, o Grande.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Particularmente com a abertura após a independência, em 1991, a cidade tornou-se alvo do interesse turístico. A este nível, merece particular destaque a pitoresca cidade velha, que é uma das mais bem preservadas da Europa, incluindo as muralhas antigas da cidade. Também a área denominada Toompea proporciona diversos interesses: para além dos edifícios governamentais e diversas embaixadas, merece destaque a imponente catedral ortodoxa construída durante o domínio russo e também a catedral luterana. Outro local de destaque é o Palácio de Kadriorg, situado a 2 km do centro, em tempos ocupado por Pedro, o Grande, agora parte do Museu de Arte da Estónia e parte residência presidencial.


Economia
Centro administrativo, cultural e económico do país, a cidade desenvolveu nos tempos mais recentes uma particular apetência pelo setor das tecnologias da informação, em parte devendo-se ao Instituto de Cibernética que a cidade já possuía de tempos soviéticos. Para além dessa, a cidade tem por principais setores económicos os têxteis, a iluminação, a indústria alimentar e também os serviços. O turismo tem vindo também a crescer de forma intensa.
Como referenciar: Tallinn in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 13:44:39]. Disponível na Internet: