Tarja Halonen

Governante finlandesa nascida a 24 de dezembro de 1943, em Helsínquia, tornou-se no ano 2000 na primeira mulher a assumir a presidência da Finlândia.
Aos 24 anos licenciou-se em Direito na Universidade de Helsínquia e, pouco tempo depois, desempenhou cargos diretivos na União Nacional de Estudantes Finlandeses. Em 1970, começou a trabalhar como advogada na Central de Sindicatos Finlandeses. Paralelamente, encetou uma carreira política, iniciada em 1971 no SPD, o partido social-democrata do seu país. Em 1974, assumiu pela primeira vez um cargo no governo ao ser escolhida para secretária parlamentar do primeiro-ministro Kalevi Sorsa. Três anos mais tarde, foi eleita deputada municipal em Helsínquia. Em março de 1979 Tarja Halonen foi eleita pela primeira vez deputada para o parlamento finlandês, feito que repetiu nas eleições posteriores, até abandonar a carreira parlamentar em 2000. No parlamento presidiu à Comissão dos Assuntos Sociais entre 1984 e 1987 e foi vice-presidente da Comissão dos Assuntos Legais entre 1991 e 1995. Esta última função levou a que fosse escolhida para chefe-adjunta da delegação finlandesa na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.
Entretanto, em abril de 1987, Tarja Halonen assumira pela primeira vez um cargo governativo ao ser nomeada ministra da Saúde e dos Assuntos Sociais. A partir de fevereiro de 1990 passou a ser ministra da Justiça, cargo que desempenhou até abril de 1991. Em abril de 1995 o SPD recuperou o poder na Finlândia e Tarja Halonen foi desta vez designada ministra dos Negócios Estrangeiros. Durante o seu mandato preparou a primeira presidência finlandesa na União Europeia, o que aconteceu no segundo semestre de 1999.
Dada a sua popularidade, Tarja Halone foi escolhida pelo SPD para concorrer às eleições presidenciais finlandesas de 2000. Na primeira volta, em janeiro desse ano, conquistou 40 % dos votos, subindo para 51,1 % na segunda volta, realizada em fevereiro, na qual bateu o antigo primeiro-ministro finlandês Esko Aho. Assim, a 1 de março de 2000 Tarja Halonen tomou posse como presidente da Finlândia, tendo sido a primeira mulher a assumir este cargo. A 19 de janeiro de 2006, já na segunda volta, foi reeleita presidente do seu país, com 51,8 % dos votos, derrotando Sauli Niinistö.
Como referenciar: Tarja Halonen in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 04:46:15]. Disponível na Internet: