Tartaruga das Galápagos

Animal do filo dos cordados, da classe dos répteis, da ordem dos quelónios e da família dos Testudinídeos distribuída por cerca de cento e quinze espécies.
A tartaruga das Galápagos também designada tartaruga-gigante (Testudo elephantopus) é a maior tartaruga terrestre e é exclusiva das ilhas Galápagos. Apresenta uma cor cinzenta, tem uma carapaça enorme, membros muito fortes, cabeça pequena e pescoço comprido. As tartarugas atuais não têm dentes e a superfície dos maxilares é coberta por um bico córneo. A carapaça das tartarugas é, na realidade, uma pele transformada e endurecida. À derme interna correspondem as placas ósseas e à epiderme externa correspondem as escamas córneas. Os elementos destas duas camadas estão intimamente soldados entre eles. As placas ósseas soldam-se ao esqueleto ao nível das vértebras dorsais, das costelas e das cinturas escapulares (espáduas) e pélvica (bacia). A grande carapaça é portanto um elemento vivo, vascularizado e sensível. As carapaças apresentam grande variação o que permite distinguir uma série de subespécies.
A tartaruga das Galápagos pode atingir o comprimento de um metro e meio e o peso de duzentos e vinte e cinco quilos. O exemplar vivo de maior tamanho é um macho existente num santuário de fauna da Florida que pesa mais de quatrocentos quilos. A carapaça da tartaruga das Galápagos é caracterizada por ser muito convexa, com as margens anteriores e posteriores levantadas.
Vive de preferência nas zonas áridas e planas da ilha, mas frequentemente desloca-se para as mesetas vulcânicas com abundância de água e vegetação, percorrendo caminhos que utiliza desde tempos imemoriais. Alimenta-se de folhas e frutos de diferentes espécies vegetais. A época do acasalamento ocorre em qualquer altura do ano. A fêmea põe seis a onze ovos grandes num buraco que ela própria escava.
Como referenciar: Tartaruga das Galápagos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-20 04:31:57]. Disponível na Internet: