Téa Leoni

Atriz norte-americana de nome verdadeiro Elizabeth Téa Pantaleoni, nasceu a 25 de fevereiro de 1966 em Nova Iorque. Desde cedo demonstrou interesse pela representação e foi encorajada a seguir carreira pela sua avó, Helenka Adamowska, ex-atriz da Broadway e estrela de filmes mudos dos anos 20. Estudou Antropologia e Psicologia no Colégio Sarah Lawrence, em Nova Iorque e, mais tarde, decidiu fazer um casting em Boston para a série Charlie's Angels (Anjos de Charlie), conseguindo o papel, mas infelizmente a série não chegou a estrear. Já em Hollywood, fez alguns trabalhos de modelo e publicidade para se sustentar.
Estreou-se na televisão em 1989 na série Santa Barbara num pequeno papel. No cinema, teve a sua estreia em 1991 na comédia de fantasia de Blake Edwards Switch (Na Pele de Uma Loira), protagonizada por Ellen Barkin. No ano seguinte, fez o papel de uma das jogadoras de basebol em A League of Their Own (Liga de Mulheres). Voltou à televisão para participar na sitcom Flying Blind (1992), num papel mais significativo. Em 1994, protagonizou o telefilme The Counterfeit Contessa (A Falsa Condessa) e entrou no western de Lawrence Kasdan Wyatt Earp, fazendo parte de um elenco composto por Kevin Costner, Dennis Quaid e Gene Hackman. Seguiu-se o thriller de sucesso Bad Boys (1995), realizado por Michael Bay, com Will Smith e Martin Lawrence.
De 1995 a 1998, interpretou o papel de Nora Wilde, uma fotógrafa divorciada que trabalha para o jornal The Comet como paparazzi na série cómica The Naked Truth, onde o seu trabalho é bastante elogiado pelos críticos. Em 1997, casou-se com o também ator David Duchovny, que interpretou a personagem principal da célebre série X Files (Ficheiros Secretos). No ano seguinte, regressou ao cinema com o filme catástrofe de Mimi Leder Deep Impact (Impacto Profundo), sobre a ameaça da colisão de um cometa com a Terra, contracenando com Robert Duvall e Morgan Freeman. Dois anos depois, participou na comédia de fantasia The Family Man (Dois Destinos), onde interpretou o papel de Kate, mulher de Jack (Nicholas Cage), numa das suas duas possíveis vidas.
Em 2001, participou na sequela de aventuras Jurassic Park III, contracenando com Sam Neill e, no ano seguinte, fez de ex-mulher de Woody Allen na sua comédia Hollywood Ending. Seguiu-se o drama People I Know (Gente Conhecida, 2002), ao lado de Al Pacino e Kim Basinger. Em 2004, participou no drama de estreia na realização do seu marido, House of D. Ainda nesse ano, participou na comédia romântica de James L. Brooks Spanglish (Espanglês), no papel de mulher insegura de Adam Sandler.
Como referenciar: Téa Leoni in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-15 07:15:51]. Disponível na Internet: