Telecel

Empresa portuguesa de telecomunicações, a Telecel - Comunicações Pessoais, SA, foi criada a 15 de maio de 1991, para concorrer a uma das licenças de operador de GSM (Global System Mobile Communications - Sistema Global de Comunicações Móveis) disponível em Portugal. Em outubro desse mesmo ano, o Instituto das Comunicações de Portugal atribuiu à Telecel a desejada licença e, passado exatamente um ano, a empresa iniciou o serviço comercial ao mesmo tempo que uma outra operadora.

Logo ao fim de um ano de trabalho, a Telecel, que adotou o prefixo 0931, já tinha 39 mil clientes, número que em 1994 subiu para perto dos 90 mil, o que permitiu à marca passar a liderar o mercado. Esta situação durou até ser lançado pela concorrência, em setembro de 1995, um cartão pré-pago que permitia aos clientes efetuar chamadas dentro do limite estipulado e por um período determinado de tempo. Findo esse limite, o cliente tinha que voltar a carregar o cartão do telemóvel, o que podia ser feito numa caixa Multibanco®.
No ano seguinte, a Telecel respondeu com uma ideia semelhante, o cartão Vitamina, que tinha de ser carregado de três em três meses com um mínimo de 7500$00 (cerca de 37€) e dispensava o pagamento de uma assinatura mensal. Este tipo de cartão, em relação à concorrência, apresentava a vantagem de mostrar no visor do telemóvel o saldo disponível e de possibilitar o telecarregamento, ou seja, através do próprio aparelho. Os cartões Vitamina chegaram a representar dentro da Telecel um total de 72 por cento dos clientes.

Muita da notoriedade da Telecel ficou a dever-se a divertidas campanhas publicitárias que na época ficaram gravadas na mente dos portugueses. A ideia da Telecel foi frisar que os seus telemóveis eram acessíveis a toda a gente e não a uma elite.

Entretanto, a partir de setembro de 1998, a Telecel passou contar com mais um concorrente, o que levou a fortes investimentos em publicidade. Nesse mesmo ano, em que ganhou o prémio da Globalnet Communications de melhor produto pré-pago graças à Vitamina, a Telecel já tinha atingido o milhão de clientes.

Em abril de 1999, a marca lançou uma alternativa à rede fixa e a simulação de uma rede privada dentro da própria Telecel, para em junho passar a ser também um fornecedor de serviços Internet e conteúdos através do "netc".

Já em 2000 surgiu o produto Yorn, destinado a captar clientes mais jovens e que foi apresentado como se se tratasse de uma nova rede, independente da Telecel. Nesse mesmo ano, em que o prefixo foi alterado de 0931 para 91, a empresa passou a contar com a parceria do grupo Vodafone, o maior operador mundial de telecomunicações móveis.

A 22 de outubro de 2001 a Telecel alterou em definitivo o seu nome para Vodafone.
Como referenciar: Telecel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 02:51:30]. Disponível na Internet: