Temístocles

Político nascido em Atenas provavelmente no ano de 525 a. C., filho de Neocles e de uma estrangeira.
Entre os anos de 493 e 492 a. C. foi líder do partido democrático, opositor do aristocrático encabeçado por Aristides, que, aquando da sua condenação ao ostracismo em 482 a. C., permite a subida ao poder de Temístocles. Uma das suas primeiras medidas políticas foi a de convencer Atenas da importância de uma frota naval que fosse capaz de enfrentar uma invasão persa.
Após ter reunido toda a frota grega em Artemisium, envia uma mensagem secreta a Xerxes, rei dos persas, referenciando aspetos diversos sobre o movimento da armada naval grega, situação que impeliu o avanço dos asiáticos, culminando com célebre batalha da Salamina, largamente vencida pelos gregos, estabelecendo a sua supremacia marítima.
No período de tempo posterior à vitória sobre Xerxes, Temístocles empreendeu a reconstrução das muralhas da cidade de Atenas e do seu porto, o Pireu.
Em 471 a. C. é condenado ao ostracismo fruto do decréscimo de confiança do povo na sua ação, retirando-se para Argos. A acusação de favorecer os Medos obrigam-no a viver permanentemente em sobressalto, e receando pela própria vida busca refúgio na corte persa, onde é bem acolhido. Morre em Magnésia no ano de 460 a. C.
Como referenciar: Porto Editora – Temístocles na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-21 15:52:20]. Disponível em