Templo de Ananda (Birmânia)

O templo budista de Ananda é um dos templos mais famosos de Pagan. Construído pelos monges budistas durante o reinado de Kyanzittha (1084-1112), representa o apogeu da arte birmanesa fruto da assimilação de influências indianas e cingalesas de que resultou um estilo regional manifesto em arquiteturas deste tipo. São abundantes as construções religiosas - os stupa - bulbosos ou campaniformes que se colocam sobre um embasamento piramidal subdividido por degraus, locais privilegiados para representações alusivas à vida de Buda.
Construído cerca de 1090, reproduz uma planta em cruz grega e os braços são formados por pórticos maciços que irradiam de uma estrutura central que consiste num sólido bloco de tijolos (mamposteria), geralmente em degraus, que sustenta o sikhra central, cuja altura chega a atingir os 53 metros. No seu interior estão colocadas nos lados do bloco central quatro estátuas colossais de Buda com 7 metros, que podem ser rodeadas por duas galerias concêntricas. Para além destas imagens de Buda, interiormente é decorado por estelas e pinturas que ilustram os grandes temas do budismo num conjunto único. As esculturas recordam estilos de algumas obras de Bangala e do Nepal, mas assumem uma feição birmanesa muito particular.
Como referenciar: Templo de Ananda (Birmânia) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-03-01 03:52:01]. Disponível na Internet: