Teófilo Braga e o Cancioneiro e Romanceiro Geral Português

Opúsculo de crítica literária publicado no 2.º número da Revista Crítica de Literatura Moderna. Oliveira Martins teoriza acerca do futuro da poesia e da sua relação com o progresso ("A poesia coletiva é a verdadeiramente moderna; o prefácio da epopeia do século XIX é a filosofia da história, cujo facto culminante, no período moderno, é a redenção do povo, a gradual ascensão para a liberdade") e considera a obra de Teófilo referida no título do artigo "a iniciação na nossa literatura histórica de uma crítica largamente filosófica".
Como referenciar: Teófilo Braga e o Cancioneiro e Romanceiro Geral Português in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-20 22:46:29]. Disponível na Internet: