teoria da pressão radicular

Teoria que defende que é a pressão radicular que permite a ascensão, através do xilema, da água absorvida, desde a raiz até à extremidade superior da planta. Esta ascensão deve-se à ocorrência de forças osmóticas, que resultam da constante entrada de iões por transporte ativo do solo para as células da raiz, o que cria um gradiente osmótico que leva à entrada de água.
O efeito da pressão radicular pode ser observado em fenómenos como a exsudação - saída de seiva xilémica em zonas de corte de caules de algumas plantas - e a gutação - libertação de seiva xilémica ao nível das folhas.
A pressão radicular é uma das teorias usadas para explicar o transporte no xilema, embora apresente algumas lacunas. Por exemplo, a ascensão da água até ao topo de certas árvores não é explicada por completo pela pressão radicular. Algumas árvores não apresentam sequer pressão radicular e na maioria das árvores não ocorrem nem a exsudação nem a gutação.
Como referenciar: teoria da pressão radicular in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-05 10:55:55]. Disponível na Internet: