teste de Fehling

O teste de Fehling, como o próprio nome indica, foi descoberto pelo químico alemão Hermann Fehling, que nasceu em Lubeque, na Alemanha, a 9 de junho de 1811, e faleceu em Estugarda, também na Alemanha, a 1 de julho de 1885.
Consiste num teste químico para determinar o carácter redutor de uma substância orgânica (substância que, em reação química, cede eletrões a outra substância). Este teste é geralmente utilizado para detetar açúcares redutores (monossacarídeos, como a glucose, e dissacarídeos, como a maltose e a lactose) e aldeídos.
A solução de Fehling é constituída por uma solução de sulfato de cobre(II) e por uma solução alcalina de tartrato de sódio 2,3-di-hidroxibutanodiato.
Se se adicionar à solução-teste uma quantidade igual das duas soluções e se se aquecer até à fervura, verifica-se a formação de um precipitado vermelho cor de tijolo de óxido de cobre(I) que prova que a substância em estudo é redutora.
Como referenciar: teste de Fehling in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-19 23:43:03]. Disponível na Internet: