Testudinídeos

Família de répteis, da ordem dos quelónios, constituída por cento e quinze espécies, de que fazem parte os cágados, fulabombas e afins. Compreende as tartarugas terrestres e palustres mais conhecidas. As formas terrestres são herbívoras e as de água doce são carnívoras. O pescoço pode retrair-se para baixo da carapaça. As terrestres encontram-se em todas as regiões quentes da Terra, exceto na Austrália. Adaptam-se a todos os habitats, dos desertos às florestas tropicais e às ilhas oceânicas. A maioria das espécies tem patas fortes, escamosas e rombas e uma carapaça muito arqueada.
A maior tartaruga terrestre, a tartaruga-gigante (Testudo elephantopus) é exclusiva das ilhas Galápagos. Apresenta uma grande variação nas carapaças, o que permite distinguir uma série de subespécies. Tem um comprimento de 1,5 metros e o peso pode atingir os 225 quilogramas. A sua postura é de seis a onze ovos. A tartaruga Chrysemys picta atinge um comprimento que não ultrapassa os 19 centímetros, tem carapaça verde, achatada, e um risco vermelho próximo da orelha. Habita na América do Norte.
O cágado Emys orbicularis pode atingir o comprimento de 25 centímetros e encontra-se principalmente no Norte de África e Europa meridional.
A fulabomba (Geochelone pardalis), que pode atingir os 57 centímetros de comprimento, vive no sul e leste de África.
Como referenciar: Testudinídeos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-06 06:10:33]. Disponível na Internet: