tetragrama

A sacralidade e o secretismo do nome de Deus davam-lhe características especiais e mágicas e a sua representação escrita no símbolo YHWH era muitas vezes inscrita em amuletos e sua versão falada de Javé ou Jeová proferida em encantamentos como se fosse a personificação do próprio Deus. O elemento mais precioso do nome de Deus era a sua raiz HWH que pode significar vida, ser ou existência e mulher, existindo inscritas em alguns amuletos duas versões do tetragrama, a masculina YHWH e a feminina EHYH. Segundo defendem alguns estudiosos, este nome traduzido para as letras latinas terá dado EVE, uma forma de EVA, enquanto "mãe de Jeová" ou "mãe de todos os seres vivos", tal como era referida no Génesis, numa reminiscência das primordiais divindades femininas.
O nome de Deus seria assim desconhecido dos homens que apenas o podiam representar em termos escritos ou verbais pelo seu símbolo. Sendo Tudo e representando a Unidade, Deus seria uma realidade tão absoluta que seria impossível de ser concretizada em termos humanos. Esta ideia da divindade como Ser Desconhecido ou Anónimo era já praticada por povos pagãos como foi o caso, no nosso território, dos celtiberos, que Estrabão dizia prestarem homenagem a um deus desconhecido nas noites de lua cheia, ou dos astecas, que tinham crenças semelhantes. Em muitas religiões que aparentemente são consideradas politeístas como, por exemplo, a religião hindu ou certos cultos celtas, na verdade os chamados "deuses" não são mais do que inumeráveis manifestações de um deus anónimo que não pode ser mencionado e que por isso apenas é percetível parcialmente pelo Homem em algumas das suas manifestações. O significado e poder do tetragrama foi ignorado pela religião cristã dos tempos da Idade Média e considerado como uma manifestação não divina mas sim demoníaca pelo facto de estar mencionado nos livros hebraicos, considerados livros de magia "negra". Assim, durante o período da Inquisição, o tetragrama era considerado um demónio que protegia as feiticeiras das fogueiras.
Como referenciar: tetragrama in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-24 21:11:28]. Disponível na Internet: