Theodor Schwann

Fisiologista alemão, fundador da Histologia moderna, nasceu a 7 de dezembro de 1810, em Neuss, e faleceu a 11 de janeiro de 1882, em Colónia. Formou-se em Medicina, na Universidade de Berlim, mas acabou por optar pela investigação científica. Foi Schwann o autor do conceito "metabolismo", quem descobriu e isolou, em 1836, a pepsina, uma enzima do suco gástrico responsável pela digestão, e também quem concluiu, após um trabalho de investigação na Universidade de Louvain, na Bélgica, que a fermentação dos açúcares é o resultado de um processo biológico. Lecionou em várias universidades, onde desenvolveu importantes trabalhos de pesquisa. Baseado nos estudos fundamentais da Teoria Celular avançados por Matthias Schleiden, aplicou aos animais o mesmo princípio, ou seja, que estes, tal como as plantas, são constituídos por pequeníssimos elementos, as células, unidades básicas na estrutura e função de todos os organismos (Microscopic Researches into Accordance in the Structure and Growth of Animals and Plants, 1839).
Como referenciar: Theodor Schwann in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-10-19 06:10:17]. Disponível na Internet: