Tibério

De seu nome completo Tibério Cláudio Nero César, nasceu em 42 a. C. e faleceu em 37 d. C.. Foi imperador romano com a idade de 56 anos, reinando desde a morte do seu padrasto Augusto em 14 até ao ano do seu desaparecimento. Era filho de um anterior casamento de Lívia, terceira mulher de Augusto.
Durante a vigência do imperador, seu padrasto, desenvolveu diversas campanhas militares de sucesso, incluindo a luta contra os panónios ou as campanhas da Germânia. Contudo, o episódio da morte do seu sobrinho Germânico no Oriente iniciou um período da sua governação marcado pela violência e tirania, com o assassinato da sua própria esposa Júlia e continuado com a morte do chefe da Guarda Pretoriana Lúcio Élio Sejano e dos seus familiares, cúmplices e amigos. Aumentou de forma constante a perseguição, tortura e morte de elementos eminentes da sociedade romana, sobretudo na capital, mas também nas províncias imperiais. É durante o seu reinado que Jesus Cristo é crucificado.
O período do seu governo fica marcado por um engrandecimento evidente da figura e culto do imperador e de um aumento do carácter materialista da sociedade romana, embora tenha possibilitado de igual modo um melhoramento significativo do serviço público, um equilíbrio nas finanças estatais, e um controlo e disciplina nos exércitos.
Em 26 abandona a cidade de Roma, estabelecendo-se na Campânia, fixando-se no ano seguinte na Ilha de Capri, onde viria a falecer. O seu sucessor foi Calígula.
Como referenciar: Porto Editora – Tibério na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-17 18:30:11]. Disponível em