Tom Tom Club

Tina (n. Martina Michèle Weymouth, 22-11-1950, Conorado, Califórnia, EUA) e Chris (n. Charton Christopher Frantz, 08-05-51, Fort Campbell, Kentucky, EUA) finalizaram juntos os estudos na Rhode Island School of Design em 1974. No ano seguinte mudaram-se para Nova Iorque, onde fundaram os Talking Heads, juntamente com David Byrne. Dois anos mais tarde, juntou-se-lhes Jerry Harrison. Ainda em 1977, Chris e Tina casaram-se. Após cinco anos de digressões e gravações com os Talking Heads, Chris e Tina decidiram criar um projeto paralelo capaz de explorar novos horizontes musicais ao qual deram o nome de Tom Tom Club e através do qual desenvolveram um estilo dançável como imagem de marca.
Em inícios de 1980, assinaram contrato com a editora Island Records. Em julho do mesmo ano surgiu o primeiro single do grupo, "Wordy Rappinghood", que ocupou o topo das tabelas de vendas em vários países europeus. A formação que gravou o tema era composta por Chris na bateria, Tina no baixo e na voz, Steve Stanley nas teclas, Laura e Lani Wymouth na voz e Monte Browne na guitarra. Seguiu-se "Genius Of Love", em setembro, tema adotado por Djs de todo o mundo, transformando-se em hino das pistas de dança e no maior clássico do grupo. A popularidade do tema ficou comprovada pelas múltiplas versões e remisturas de que foi alvo, das quais se destacou "It's Nasty/Genius Of Love" dos GrandMaster Flash & The Furious Five e a sua inclusão em "Fantasy", um grande êxito de Mariah Carey. "Wordy Rappinghood" e "Genius Of Love" foram incluídos no primeiro álbum do grupo, Tom Tom Club (1981), que constituiu desde logo um grande sucesso comercial.
Lançado em 1983, o segundo longa-duração, Close To The Boné, incluiu os sucessos "The Man With The Four-Way Hips", "Pleasure Of Love" e uma versão do clássico da soul, "Under The Boardwalk". Da digressão que se seguiu fizeram parte os músicos Bernie Worrell, Steve Scales, Lani Weymouth e Laura Weymouth. Cinco anos depois, surgiu Boom Boom Chi Boom Boom, álbum que marcou um distanciamento em relação ao espírito dançável dos anteriores trabalhos. Marcado por um estilo rock minimalista, incluiu temas como "Don't Say No To Love", "Suboceana", "Challenge Of The Love Warriors" e "Femme Fatale", versão do original dos The Velvet Underground.
Em 1991, Chris and Tina construíram o Clubhouse, um estúdio de música e pintura, onde gravaram Dark Sneak Love Action (1992), álbum constituído por uma mistura de dança e rock experimental e do qual fizeram parte os temas "Sunshine & Ecstasy" e "You Sexy Thing", versão do original dos Hot Chocolate. Este trabalho teve apenas edição norte-americana.
Durante os anos de 1993 e 1994, Chris e Tina resolveram dedicar-se à produção de outros artistas, tais como Shirley Manson, Los Fabulosos Cadillacs e Ziggy Marley and the Melody Makers. Em 1995, o projeto Talking Heads transformou-se em The Heads, com a saída do cantor e líder da banda, David Byrne. Em finais de 1997, Tina e Chris iniciaram a composição de alguns temas que viriam a fazer parte de um novo álbum de originais. Em 1998, o cantor soul Charles Pettigrew (do duo Charles and Eddie) entrou para o grupo e integrou já as digressões seguintes. Ao vivo, os Tom Tom Club, apresentavam-se, neste ano, com a seguinte formação: Chris Frantz na bateria, Tina Weymouth na voz e no baixo, Bruce Martin nas teclas e na percussão, Steve Scales nas congas e na percussão, Robby Aceto na guitarra e Charles Pettigrew na voz.
Em finais de 1999, Chris e Tina fundaram a a sua própria editora, a Tip Top Music. Em maio de 2000, os Tom Tom Club gravaram uma versão de "Love To Love You Baby", de Donna Summer, que foi incluída no álbum-tributo a Georgio Moroder. Em setembro do mesmo ano foi finalmente editado o quinto álbum de originais do grupo, intitulado The Good, The Bad, and The Funky, que representou um regresso à sonoridade dos primeiros trabalhos do grupo. Neste trabalho participou Mystic Bowie como vocalista convidado. Para além do tema de Donna Summer, o álbum contém ainda uma versão do clássico reggae de Lee Perry, "Soul Fire".
A 6 de abril de 2001, o grupo foi abalado pela morte do cantor Charles Pettigrew.
O facto não impediu o grupo de lançar Live at the Clubhouse (2002). Contando com a voz de Tina Weymouth, o disco constituiu uma compilação dos principais êxitos do grupo, gravados ao vivo.
Como referenciar: Tom Tom Club in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-18 23:34:38]. Disponível na Internet: